> >
Veja cores e características presentes no design biofílico

Veja cores e características presentes no design biofílico

Técnica valoriza a construção de ambientes que favoreçam o contato com a natureza  ao resgatar, em projetos arquitetônicos e de interiores, o contato com a natureza de forma harmônica

Publicado em 17 de julho de 2023 às 10:30- Atualizado há 7 meses

Ícone - Tempo de Leitura 2min de leitura
Imagem Edicase Brasil
O design deve possuir funcionalidade para ser considerado biofílico (Imagem: Archi_Viz | ShutterStock).

O design biofílico, por meio de elementos naturais ou que se assemelham a eles, tem como objetivo resgatar em projetos arquitetônicos e de interiores o contato com a natureza de forma harmônica, mesmo que em áreas urbanas.

Segundo a arquiteta e urbanista Gloria Brandão, “a incorporação da natureza no ambiente construído tem a capacidade, por exemplo, de reduzir a ansiedade e, quando incorporada aos interiores residenciais, trazem conforto e bem-estar a quem utiliza estes espaços.

Cores no design biofílico

As cores são essenciais para a construção do visual de um ambiente. Aquelas que remetem a sensação de natureza , como o azul, o verde, o amarelo e o marrom, ganham destaque nesse tipo de design. “Vemos uma forte tendência em cores terrosas, justamente por se aproximarem da natureza”, acrescenta a designer de interiores Larissa Santo.

Ambiente biofílico

Um espaço com plantas e/ou elementos naturais, como pedra, madeira e palha, não significa necessariamente um ambiente biofílico. Esse tipo de conceito vai muito além de itens de decoração.

“No design biofílico há uma relação de harmonia entre o ambiente construído e a natureza, e ela faz parte do ambiente não só como um elemento decorativo, mas tem uma funcionalidade”, explica Gloria Brandão. Um exemplo disto é o uso de elementos com água, como as fontes, em que, além da função estética, o som da água é responsável por oferecer a sensação de relaxamento.

Preservação do meio ambiente

O design biofílico preza pela conexão entre indivíduos e natureza de forma harmônica . Dessa maneira, conforme explica a arquiteta e urbanista Gloria Brandão, ele também se preocupa com o cuidado com o meio ambiente. “Uma vez que entendemos a importância da natureza para nosso bem-estar, para nossa saúde física e mental, leva-nos ao caminho de preservação do que é importante para nossa vida: o meio ambiente”, conclui.

Este vídeo pode te interessar

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

Tags:

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais