ASSINE

Leitores aplaudem iniciativa de investigar preços abusivos em supermercados

Ministério Público do Espírito Santo vai contar com a participação dos consumidores, abrindo canal para denúncias. Leitores reclamaram principalmente do preço dos ovos

Publicado em 01/04/2020 às 09h00
Atualizado em 01/04/2020 às 09h01
Pandemia de coronavírus: supermercados amanhecem lotados em Vitória
Pandemia de coronavírus: supermercados lotados em Vitória. Crédito: Ricardo Medeiros

aumento abusivo de preços em supermercados está no radar do Ministério Público do Espírito Santo (MPES), que vai contar com a ajuda dos consumidores para investigar a prática não somente em produtos ligados à saúde, como o álcool em gel, mas também em itens da cesta básica.  No perfil de A Gazeta no Facebook, os leitores aprovaram a iniciativa e apontaram alterações de preços que eles têm encontrado nas prateleiras. O valor dos ovos foi um dos mais citados.

Quem for fazer denúncias deve registrar o produto específico que teve o aumento repentino e o local em que ele está sendo vendido. As reclamações podem ser encaminhadas para a Promotoria do Consumidor pelos seguintes e-mails: [email protected] e [email protected]

Para tentar evitar o aumento de preços durante a pandemia de coronavírus, a Associação Capixaba de Supermercados (Acaps) assinou um compromisso com o Ministério Público para garantir que não haja abusos no valor dos produtos. Abaixo, alguns comentários de leitores:

Os ricos que puderam encher seus carrinhos com produtos na primeira semana compraram o leite a R$ 2,69 agora os pobres vão comprar a R$ 4,00 pra mais ( exemplo). (Viviane de Almeida)

Todos os supermercados subiram os preços, acho que deveria ter uma medida pra isso abaixar, a população não tem como comer já que a maioria não está trabalhando. Grita, povo, não vamos fica calados, não! (Edneia Tenoli Costa)

Tá difícil, os preços estão subindo todo dia... (Fran Gomes)

Tem que fiscalizar as indústrias e os distribuidores, os supermercados só repassam. (Oseir Rosa De Moura Rosa de Moura)

Já tava passando da hora, dia 6 ta chegando, tô até com medo de ir no supermercado. Tudo caro, ovo tá com preço de carne. (Fran Vitorio)

Ô, Ministério Público, aproveita e dá uma olhada no preço dos combustíveis também, já que o Procon ES tá se fazendo de morto. (Rodolpho Melo)

Daqui a pouco o povo não vai morrer de coronavírus, mais sim de fome. (Selma Doring)

Por isso que eu fiz o estoque antes, sabia que ia subir. (Jonatas Giacomin)

Supermercados da Serra estão um absurdo. Ovo sendo vendido por 15 reais, um valor muito alto, referente ao que estava antes da pandemia. (Thalliany Demarchi)

Está precisando mesmo, nunca vi um ovo chegar a 18 reais, isto é abusivo ao consumidor (Fabiola Littig Costa)

Guarapari está um absurdo, supermercados e bancas de verduras com aumento de quase 80%. Procon, vem fazer uma visita urgente, ninguém aguenta... (Sandra Ribeiro de Souza)

Santa Maria de Jetibá também tá precisando de fiscalização nos supermercados, tá tudo um absurdo os preços. Socorro!! (Marina Auer Francisco)

Vem pra Linhares e olha os preços de alguns supermercado também. (André Ferraz)

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.