> >
'Se não subir agora, em 2021 é obrigação', diz presidente do Cruzeiro

'Se não subir agora, em 2021 é obrigação', diz presidente do Cruzeiro

Sérgio Santos Rodrigues fez pela primeira vez uma pressão pública no time para conseguir tirar o clube da Série B dp Brasileiro...

Publicado em 26 de dezembro de 2020 às 14:26- Atualizado há 3 anos

Ícone - Tempo de Leitura 1min de leitura
(O mandatário da Raposa foi mais incisivo na cobrança pública aos jogadores do elenco sobre conseguir tirar o Cruzeiro da Série B-(Igor Sales/Cruzeiro)

Com as chances de acesso à Série A reduzidas nesta temporada, o Cruzeiro recebeu do seu presidente, Sérgio Santos Rodrigues, uma cobrança pública, a primeira desde que assumiu o cargo. O mandatário disse que se a Raposa não conseguir subir para a primeira divisão no fim do campeonato, terá a obrigação de fazê-lo em 2021. -Esportivamente, se não der para subir agora, em 2021 acho que temos a obrigação de subir-disse em entrevista ao GE.

Este vídeo pode te interessar

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA SÉRIE B Mesmo não descartando o acesso, apesar das chances remotas, Sérgio Santos Rodrigues disse que as contratações serão feitas de forma que não crie aumento de despesas ao clube. -Se for orçamento reduzido, serão as mesmas posições, só que de uma forma menor. E, de qualquer forma, a folha do futebol, o gasto anual com futebol, a nossa é ideia que seja reduzido de qualquer forma. A nossa grande competência vai ter que ser essa- explicou. O Cruzeiro volta a campo na terça-feira, 29 de dezembro, às 21h30, contra o Cuiabá, no Mineirão.

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

Tags:

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais