> >
'É natural que os outros times fiquem com inveja. Gostariam de comemorar os títulos que ganhamos', diz Landim

'É natural que os outros times fiquem com inveja. Gostariam de comemorar os títulos que ganhamos', diz Landim

Presidente do Flamengo cutucou os rivais, sobretudo o Fluminense, cuja torcida preparou um material provocativo para estampar nas arquibancadas na finalíssima do Carioca...

Publicado em 23 de maio de 2021 às 12:50- Atualizado há 3 anos

Ícone - Tempo de Leitura 2min de leitura
(Alexandre Vidal /CRF)

Com mais um título na bagagem, o nono desde o início de sua gestão (2019), Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, comemorou a conquista do Campeonato Carioca, aproveitou para falar do orgulho e citar até "inveja" gerada nos rivais do clube - vencedor do Estadual pela 37ª vez na história. - Mais um, orgulho mais do que nunca de ser Rubro-Negro. São 42 milhões que eu espero que tenham muito orgulho por esse time, pelo o que ele está conquistando. a gente tem vencido tudo, se a gente for ver nesses últimos três anos a gente tem conquista todos os títulos, é natural que os outros times fiquem com inveja. No fundo eles gostariam de estar comemorando os títulos que a gente ganhou e está comemorando - falou Landim.

A fala de Rodolfo Landim surgiu após uma pergunta a respeito de materiais que a torcida do Fluminense preparou nas arquibancadas para final do Carioca, com os seguintes dizeres: "Orgulho de não ser como vocês".

No gramado do Maracanã, o mandatário do Fla também foi questionado por jornalistas a respeito da possível saída de Gerson - em negociações avançadas com o Olympique de Marseille, da França.

+ Veja a tabela completa da Libertadores

Este vídeo pode te interessar

- Eu não sei, vocês perguntem para o (Bruno) Spindel e o (Marcos) Braz. Eu não sei o que está acontecendo, eles só falam comigo quando chega perto da hora de assinar as coisas. O Gerson é um grande jogador, a gente ama ele, a gente espera que ele tenha um futuro enorme no Flamengo. Mas o Flamengo também é um lugar que a gente quer que os jogadores sejam felizes, a gente tem que pensar na carreira das pessoas, claro que ajeitando com as necessidades do todo, mas a gente tem que pensar assim.

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

Tags:

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais