ASSINE

Vitória terá feriadão de 6 dias a partir de terça-feira (30)

Projeto encaminhado pelo Executivo à Câmara antecipa três feriados religiosos; em sessão extraordinária nesta sexta, proposta foi aprovada

Votação na Câmara
Placar da votação que aprovou a antecipação de feriados em Vitória. Crédito: Reprodução/Câmara de Vitória

Em uma votação-relâmpago, que durou menos de quatro minutos, a Câmara Municipal de Vitória aprovou, na tarde desta sexta-feira (26), a antecipação de três feriados religiosos em 2021.

Foram antecipados os feriados de Nossa Senhora da Penha (12 de abril), Corpus Christi (3 de junho) e Nossa Senhora da Vitória, quando se celebra o aniversário da Capital (8 de setembro). Eles acontecerão nas datas de 30 e 31 de março e 1º de abril.

A medida, segundo a Prefeitura de Vitória, visa aumentar o isolamento social e conter o avanço da Covid-19 na cidade.

Com isso, somadas ao feriado de Sexta-feira da Paixão, na próxima sexta-feira (02), e ao fim de semana, as datas formarão um megaferiado de seis dias na Capital. A cidade deixa também de ter três feriados prolongados durante o ano. 

O projeto de lei foi encaminhado pela Prefeitura de Vitória e protocolado horas antes da sessão extraordinária que foi realizada nesta sexta-feira. De acordo com o texto, o objetivo é aumentar o isolamento em um momento crítico de pandemia no Estado.

“A urgente necessidade de isolamento social, como medida preventiva e com a finalidade de desafogar os hospitais e unidades de saúde, nos faz antecipar feriados municipais em razão de medidas de combate à disseminação da pandemia do coronavírus”, diz um trecho do projeto. 

O relator da proposta foi o vereador Gilvan (Patriota). No total, oito vereadores votaram a favor, um contra e houve duas abstenções. 

O vereador Anderson Goggi (PTB) foi o único a se manifestar contra a matéria. Já as vereadoras Camila Valadão (Psol) e Karla Coser (PT) se abstiveram. 

Camila e Karla criticaram o que chamaram de "falta de diálogo e construção" da administração de Lorenzo Pazolini no envio da matéria à Casa. O presidente da Câmara, Davi Esmael (PSD), deixou a sessão logo após a aprovação do texto.

O projeto agora segue para sanção do prefeito Lorenzo Pazolini para entrar em vigor. 

Confira como fica o calendário: 

  • Nossa Senhora da Penha (12 de abril) - 30 de março
  • Corpus Christi (3 de junho) - 31 de março
  • Nossa Senhora da Vitória (8 de setembro) - 01 de abril

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.