ASSINE

Suspeito de promover ataques no bairro Andorinhas é preso pela PM

Criminoso tinha mandado de prisão por duplo homicídio. Ao ser abordado, ele estava com outra duas pessoas que, segundo a polícia, confessavam preparar um novo ataque na madrugada (07)

Publicado em 07/11/2021 às 14h08
Polícia Militar recolheu duas pistolas e munições com os suspeitos. Três pessoas foram presas
Polícia Militar recolheu duas pistolas e munições com os suspeitos. Três pessoas foram presas. Crédito: Divulgação/Polícia Militar

Um dos suspeitos de promover ataques no bairro Andorinhas, em Vitória, foi preso pela Polícia Militar na madrugada deste domingo (07). Ele tinha um mandado de prisão em aberto por duplo homicídio e era alvo de investigações no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A identidade do suspeito não foi divulgada pela polícia.

No momento da prisão, o jovem, 19 anos, estava com outras duas pessoas, que também foram presas. De acordo com a polícia, o trio confessou que se preparava para um novo ataque no bairro. Com eles foram encontradas armas e munições.

A prisão aconteceu no bairro Joana D'arc durante patrulhamento da PM. Os militares suspeitaram da atitude do passageiro de um veículo que, ao ver a polícia, colocou um objeto dentro do assoalho. Durante a abordagem, a polícia encontrou uma garrafa plástica com 28 munições no veículo, entre as pernas do suspeito, além de duas pistolas de calibre .40 e carregadores com munições. 

Três pessoas estavam dentro do veículo, uma delas com um enteado, uma criança de oito anos. Os suspeitos foram encaminhados para o DHPP. O Conselho Tutelar foi acionado para cuidar da situação da criança.

Na delegacia, um dos detidos foi identificado como um dos principais envolvidos nos ataques ao bairro Andorinhas. Segundo a polícia, ele é investigado em diversos inquéritos policiais e tinha mandado de prisão temporária em aberto pelo duplo homicídio ocorrido no bairro, no dia 07 de julho deste ano, que terminou com a morte de um casal. 

Os outros dois homens que estavam no carro, de 21 e 45 anos, foram presos em flagrante por corrupção de menor, porte ilegal de arma e associação criminosa.

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos confessaram que se preparavam para promover um ataque em Andorinhas para vingar a morte de um aliado.

Na noite anterior, A PM tinha sido acionada para a ocorrência de um homem baleado em um campo de futebol do bairro. Ele chegou a ser socorrido para o hospital, mas acabou morrendo. 

TROCA DE TIROS

Antes de realizar a prisão em Joana D'arc, a Polícia Militar havia reforçado o policiamento na região devido a relatos de tiroteio. Durante patrulhamento, uma equipe da Força Tática entrou em confronto com dois homens, baleando um deles, que morreu após dar entrada no hospital. Com ele foi encontrada uma pistola.

Segundo informações da PM, a troca de tiros aconteceu após os suspeitos tentarem fugir da abordagem policial e atirar contra os militares. 

O homicídio no Bairro Andorinhas e a morte de um dos suspeitos pela Polícia Militar vão ser investigadas pelo DHPP.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.