ASSINE

Preso suspeito de tentar matar ex-namorada grávida a facadas em Aracruz

Mulher estava na sexta semana de gestação quando foi atingida por Sandricio Perovano Monteiro com seis golpes de faca, mas conseguiu fugir e pedir socorro. Ela e o bebê estão bem

Tempo de leitura: 2min
Colatina
Publicado em 17/12/2021 às 18h26
Sandricio Perovano Monteiro, de 33 anos, foi preso em Linhares, Norte do Estado, na manhã desta sexta-feira (17), suspeito de tentar matar a facadas a ex-namorada grávida
Sandricio Perovano Monteiro, de 33 anos, foi preso em Linhares, suspeito de tentar matar a ex-namorada grávida em Aracruz. Crédito: Policia Civil

Um homem de 33 anos, suspeito de tentar matar a facadas a ex-namorada grávida, foi preso na manhã desta sexta-feira (17) no bairro Interlagos, em Linhares, no Norte do Estado. Segundo a Polícia Civil, o crime teria sido motivado por ciúmes e ocorreu no dia 2 de dezembro em Barra do Sahy, Aracruz. A mulher estava na sexta semana de gestação quando foi atingida por Sandricio Perovano Monteiro com quatro golpes de faca, mas conseguiu fugir e pedir socorro. Ela e o bebê estão bem, de acordo com a corporação. 

A Polícia Civil informou que, no dia do crime, o suspeito foi à casa da ex-namorada, aguardou ela chegar do trabalho e, ao avistá-la, desferiu quatro golpes de faca contra a mulher. A vítima conseguiu fugir e pedir socorro, sendo levada para um hospital, onde ficou internada por dois dias. Ela se recuperou e passa bem, não teve a gestação afetada.

O titular da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa  (DHPP) de Aracruz, delegado André Jaretta, contou que o crime teria sido motivado por ciúmes. "As investigações apontam que ele estava com ciúmes e acreditando que sua ex-namorada já estava se relacionando com outro homem. Representamos pela prisão preventiva do autor, que foi decretada pela 2ª Vara Criminal da Comarca. Assim, os policiais civis se dirigiram a Linhares e efetuaram a prisão”, afirmou.

Este vídeo pode te interessar

O homem foi indiciado por tentativa de feminicídio e encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Aracruz (CDPA), onde permanece à disposição da Justiça. A Polícia Civil não informou como chegou até o suspeito.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.