Polícia prende suspeito de matar homem por causa de cachaça em Nova Venécia

Crime aconteceu no dia 2 de janeiro. Autor do crime queria a bebida que estava com a vítima e a acertou com pauladas. Prisão foi feita em Aracruz

Vitória
Publicado em 09/01/2021 às 11h55
Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)
Uma equipe do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi responsável pela prisão. Crédito: Fernando Madeira

Um homem de 47 anos, suspeito de matar um colega a pauladas, foi preso nesta sexta-feira (08) no distrito de Guaraná, em Aracruz, na região Norte do Espírito Santo. De acordo com a Polícia Civil, o crime se deu após um desentendimento entre eles por causa de uma garrafa de cachaça. 

A agressão ocorreu no dia 02 de janeiro, no bairro Diadema, na cidade de Nova Venécia, no noroeste do Estado. A vítima foi socorrida e passou quatro dias internada, mas morreu na última quarta-feira (06), quatro dias depois do crime. 

O titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Nova Venécia, e responsável pela investigação, Wilian Dobrovosk, classificou o crime com motivação fútil. "Vítima e autor tiveram um desentendimento, porque o autor queria a cachaça que estava com a vítima. Na briga, o autor desferiu golpes com um pedaço de madeira", explicou o delegado.

As investigações começaram logo após o fato. Com a identificação do suspeito, a polícia solicitou à Justiça um mandado de prisão preventiva, que foi expedido nesta sexta-feira. 

A prisão foi realizada pela equipe da DHPP de Nova Venécia. O suspeito estava em Aracruz, que fica cerca de 180 km da cidade onde o crime aconteceu. 

O suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Linhares. O inquérito policial está em fase de conclusão e o investigado será indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.