ASSINE

PM faz operação em morro após denúncia de invasão no Bairro da Penha

Uma denúncia anônima informava que homens armados, que teriam ligação com o Complexo da Penha, estariam presentes na Rua Felicidade

Publicado em 30/08/2018 às 15h01
 . Crédito: Divulgação
. Crédito: Divulgação

Após denúncias de que bandidos do Bairro da Penha tentariam expandir território, a Polícia Militar realizou uma operação no Morro da Conquista, região da Grande São Pedro, em Vitória, com o objetivo de identificar possíveis criminosos que cometeriam ataques no local, durante a manhã desta quinta-feira (30).

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Corporação, uma denúncia anônima informava que homens armados, que teriam ligação com o Complexo da Penha, estariam presentes na Rua Felicidade. Diversas viaturas foram deslocadas para a região e o helicóptero da PM sobrevoou o local, mas nenhum suspeito foi detido, ou armamento apreendido.

A assessoria de comunicação ainda destacou a importância da contribuição da população em situações como esta, visto que a denúncia pode ter evitado mortes, provenientes do confronto pelo controle do tráfico de drogas na região.

BAIRRO DA PENHA

O Gazeta Online vem noticiando, nas últimas semanas, a atuação intensa de criminosos ligados ao Bairro da Penha, em disputas por pontos de tráfico de drogas em diversos morros e bairros da Capital. 

Os ataques armados entre grupos de traficantes nos bairros Itararé, Santa Martha e Andorinhas, em Vitória, têm como principal fornecedor de armas e apoio logístico os criminosos que comandam o Complexo da Penha.

Segundo o Ministério Público Estadual, está nas mãos dos líderes do Bonde do Trem Bala e do Primeiro Comando de Vitória (PCV), à frente do Complexo da Penha, “alimentar” essas facções com armamento para que tenham força.

“O Trem Bala e o PCV se juntaram, há quatro anos, com o objetivo de ganhar mais dinheiro com o tráfico de drogas”, contou Sérgio Alves, promotor de Justiça e coordenador do Grupo Especial de Trabalho em Execução Penal (Getp) e da Central de Inquéritos da Grande Vitória.

Desde então, essa aliança tem expandido o domínio sobre os bairros vizinhos, ganhando força e controlando cada vez mais pontos de comércio de drogas. Entre as áreas desejadas pela aliança estão a Piedade e também o Alagoano, regiões que recentemente registraram tiroteios, briga entre gangues, mortes e expulsões de moradores.

RECENTE

Na guerra mais recente, apesar de fornecer armamento para todos os bairros, o comando do Bairro da Penha tem beneficiado a gangue de Itararé no enfrentamento contra os grupos de Andorinhas e Santa Martha, que são aliadas atualmente.

No último domingo (26), o estudante Victor Gabriel Abilio Florentino, 14 anos, foi assassinado quando saía de um jogo de futebol, em Andorinhas. Já em Itararé, na madrugada de segunda, tiros foram disparados na frente de uma escola: um garoto de 16 anos foi baleado e o carro de um aposentado ficou cheio de perfurações de tiros.

"A segurança é um direito fundamental. Todo cidadão tem o direito de ter tranquilidade no seu lar e ir e vir. Essas práticas têm sido reprimidas, no que tange as investigações do Ministério Público, e também da Polícia Militar e da Polícia Civil, dando uma pronta resposta a qualquer tentativa de impor o pânico na comunidade local".

Nesta quarta-feira (29), uma pessoa foi presa em flagrante na região dos conflitos com uma pistola calibre 380 e outra 9 milímetros de fabricação israelense.

Alves observa que tanto o Ministério Público quanto as forças de segurança pública têm agido para minar essas situações.

VÍDEO

A Gazeta integra o

Saiba mais
bairro da penha tráfico de drogas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.