ASSINE

Mulher e criança são resgatadas após apartamento ser incendiado em Cariacica

As duas foram socorridas e levadas para hospitais na Grande Vitória. O Corpo de Bombeiros controlou o incêndio. Suspeito do crime é o ex-marido da vítima

Publicado em 14/06/2021 às 07h50
Atualizado em 14/06/2021 às 13h53
  • Do G1 ES

Apartamento ficou destruído após incêndio em Cariacica
Apartamento ficou destruído após incêndio em Cariacica. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

Uma mulher, de 23 anos, e a filha dela, de 2 anos, foram socorridas para hospitais da Grande Vitória depois que o apartamento onde moram, no bairro São Francisco, em Cariacica, foi incendiado. O fogo teve início na manhã deste domingo (13) e foi apagado pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com testemunhas, a jovem teria aberto a porta da casa para conversar com um homem e ele teria jogado álcool na vítima e ateado fogo, que se espalhou pelo apartamento. O imóvel ficou destruído.

O suspeito do crime é o ex-marido da vítima. Segundo testemunhas, eles ficaram juntos por 10 anos e tiveram uma filha. O casamento teria acabado em janeiro deste ano.

Com o incêndio no imóvel, a jovem teria ficado presa com a filha e pediu socorro aos vizinhos pela janela. A irmã da jovem contou que ela só conseguiu sair do imóvel quando os vizinhos fizeram uma abertura na grade e resgataram as duas. O perito do Corpo de Bombeiros, capitão Pedroni, contou que o incêndio foi feito pelo ex-marido da vítima e que a mulher foi socorrida com ferimentos graves.

"Pela chegada da guarnição de emergência, a gente teve uma noção forte de que foi um incêndio intencional, feito pelo ex-marido da vítima. Os relatos são de que houve uma discussão na porta do apartamento de entrada. E que após ela encerrar a discussão e entrar para o apartamento, ele jogou álcool nela, nas costas dela e, claro, esse álcool caiu pelo recinto e colocou fogo. Então, iniciou o incêndio que pegou nela, em parte dela, e na sala, na entrada da sala", contou.

A mulher foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) com queimaduras e levada para o Hospital Estadual Jayme Santos Neves, na Serra. A criança não teve queimaduras, mas também foi levada para um hospital porque inalou fumaça.

ESTADO DE SAÚDE

No início da tarde, a TV Gazeta atualizou a informação sobre o estado de saúde de mãe e filha. A menina teve alta e já está com familiares. Já a jovem continua internada na UTI.

O Corpo de Bombeiros foi até o local e apagou o incêndio. Uma equipe da Defesa Civil de Cariacica vistoriou o local e não constatou riscos no imóvel. A Polícia Militar informou que esteve no imóvel e que o suspeito não foi localizado depois do crime. Ninguém foi preso.

O QUE DIZ A PM

Por meio de nota na manhã desta segunda (14), a Polícia Militar informou que foi até o local do incêndio neste domingo (13) e constatou o incêndio no apartamento do terceiro andar de um edifício. "O Corpo de Bombeiros atuou no combate às chamas e socorreu uma mulher com queimaduras nos braços e nas costas, sendo encaminhada ao Hospital Jaime dos Santos Neves, além de uma criança, de dois anos, que inalou fumaça e levada para o Hospital Infantil de Vitória". 

Além disso, informou ainda que "de acordo com informações colhidas no local, o incêndio teria sido criminoso, provocado pelo marido e pai das vítimas. Ele não foi localizado no momento do fato", concluiu.

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL 

Polícia Civil informou que o crime será investigado pelo 17º Distrito Policial e, até o momento, nenhum suspeito de cometer o crime foi detido. Disse ainda que a perícia da Polícia Civil foi acionada porque há indícios de que o incêndio foi criminoso. "A perícia foi realizada e, somente com o resultado do laudo pericial, teremos informações das causas do incêndio. Para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada", destacou. 

A polícia ainda pediu para que a população colabore por meio do Disque-denúncia 181. "O Disque-Denúncia é uma ferramenta segura, onde não é necessário se identificar para denunciar. Todas as informações recebidas são investigadas. As informações ao Disque-Denúncia ainda podem ser enviadas por meio do site, onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas", concluiu. 

Atualização

14 de Junho de 2021 às 13:50

Após a publicação desta reportagem, as polícias Civil e Militar enviaram notas sobre o caso. O estado de saúde da mulher e da criança também foi atualizado. 

Com informações de Daniela Carla, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Bombeiros Cariacica Incêndio

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.