ASSINE

Moradores detêm ladrão que roubou idosa na orla de Vila Velha

Vítima teve colares roubados na manhã desta segunda-feira (14), em Itapuã; criminoso ficou cercado por pessoas até a chegada da polícia

Publicado em 14/06/2021 às 18h33
Criminoso aparece sentado no chão, cercado por pessoas; no canto direito é possível ver a presença dos policiais no local. Crédito: Telespectadora da TV Gazeta
Criminoso aparece sentado no chão, cercado por pessoas; no canto direito é possível ver a presença dos policiais no local. Crédito: Telespectadora da TV Gazeta

Ao presenciarem um roubo a uma idosa, em plena luz do dia, moradores de Vila Velha conseguiram deter o ladrão na manhã desta segunda-feira (14). O criminoso foi alcançado e depois cercado por pessoas na Avenida Antônio Gil Veloso, na orla de Itapuã, até a chegada da polícia no local, por volta das 10h.

Um vídeo feito por uma moradora do bairro mostra uma discussão entre homens sobre o tratamento que deveria ser dado ao bandido – que aparece sentado no chão, de boné e máscara, em frente ao muro do Edifício Pedro Colombi. Da calçada, ele foi encaminhado para a delegacia regional do município.

"Eu estava chegando da caminhada e vi um monte de gente olhando do calçadão. Perguntei o que tinha acontecido e me contaram que ele tinha tentado roubar uma mulher, mas que um rapaz conseguiu detê-lo. Eu vi a polícia chegando e levando ele algemado", contou a servidora pública, que preferiu não ser identificada.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima do roubo é uma senhora de 72 anos de idade, que relatou estar caminhando pela orla, por volta das 9h40, quando um indivíduo de bicicleta passou e arrancou, com violência, os colares que ela usava. "A ação foi vista por populares, que perseguiram o homem e o alcançaram", disse a PM.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que o conduzido foi autuado em flagrante por roubo e encaminhado ao Centro de Triagem de Viana. O nome e a idade dele não foram divulgados. Outros detalhes também não foram informados.

MUDANÇAS NA ROTINA POR CAUSA DA INSEGURANÇA

Segundo a moradora, ela enviou as imagens para a TV Gazeta porque se lembrou dos recentes assaltos que aconteceram na orla de Vila Velha. "Eu saio para caminhar todo dia e nunca sofri nenhum, graças a Deus, mas ando bem pilhada. A gente fica ressabiado, porque eles (criminosos) não têm pudor", reclamou.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, ela tinha o hábito de sair bem cedo para andar no calçadão do município e aproveitá-lo mais vazio. Porém, por causa do aumento na sensação de insegurança, passou a ir mais tarde e até já mudou o trajeto que costumava fazer, para evitar ficar sozinha.

Moradora de Itapoã

Servidora pública que não quis se identificar

"De valor, eu só levo o meu relógio, mas que já estou pensando em uma forma de esconder, porque acho que até isso pode acabar chamando a atenção. Celular eu não levo, nem uso brinco, anel... nada"

Entre os episódios de violência mais recentes na região, ela disse que não esquece do vídeo que mostra um assalto no qual um homem foi abordado por dois bandidos de bicicleta e teve os pertences levados, inclusive o que parecia ser uma aliança. Esse caso aconteceu no início deste mês, também na Praia de Itapuã.

"A gente fica com essa imagem na cabeça e com medo. Antes, eu ia até a Praia de Itaparica, voltava e ia até a Praia do Ribeiro. Agora, vou ficar só no calçadão, entre Itapuã e Praia da Costa. Sabemos que isso está acontecendo em qualquer lugar, mas faço isso para tentar me expor menos", relatou a moradora.

PERTO DALI, POUCAS HORAS DEPOIS...

Aproximadamente três horas depois e a cerca de 500 metros do local onde o bandido foi detido por moradores, aconteceu outra ação criminosa. Desta vez, um furto na Avenida São Paulo, também em Itapuã. Câmeras de segurança flagraram um homem quebrando a trava de uma bicicleta e a levando, em seguida.

Síndico do edifício, Alex Ferreira explicou que faz apenas um mês que o sistema de videomonitoramento foi instalado. "Na hora, tinha umas quatro bicicletas na frente e ele escolheu essa, que era mais cara, de R$ 2.500. Ela pertence a um funcionário da barbearia que funciona na parte de baixo do prédio", contou.

Para evitar novos casos do tipo, ele divulgou a gravação em grupos da região. "Nós vamos compartilhando, para tentar nos proteger. Parece que já tem um pessoal de bicicleta rodando, fazendo furtos e assaltos. O pessoal já tinha visto esse cara. Sempre bem vestido, sem chamar atenção", relatou.

A reportagem de A Gazeta demandou a Polícia Militar e a Polícia Civil sobre este furto em Itapuã e ainda aguarda as respostas. Quando o retorno for dado, esse texto será atualizado.

SEGURANÇA: O QUE TEM SIDO FEITO?

A Polícia Militar garantiu que está "atenta aos registros criminais do município e realiza diariamente ações preventivas para levar mais segurança e tranquilidade". Bem como assegurou que houve uma redução de 31,2% nos roubos em via pública entre janeiro e abril deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020.

"O comando da 1ª Companhia do 4º Batalhão, com o intuito de se aproximar da comunidade e garantir uma prestação de serviço mais eficaz, se reúne constantemente com representantes da sociedade a fim de traçar estratégias de segurança", afirmou, dizendo que um grupo de Whatsapp com policiais, moradores e comerciantes foi criado para este fim.

Por sua vez, a Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito também afirmou que tem registrado redução nos índices de crimes em Vila Velha, incluindo patrimoniais e homicídios, e que "isso é fruto de uma presença mais intensa da Guarda Municipal nas ruas e o apoio integrado com as polícias militar, civil e federal".

"Entre as ações realizadas estão os pontos base de patrulhamento, o atendimento às ocorrências e a atuação preventiva com operações e projetos integrados a outras secretarias e instituições de segurança. Há também o projeto iniciado em abril, chamado Guarda na Comunidade", informou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.