ASSINE

Homem atira e mata o próprio irmão no portão de casa em Cariacica

Crime ocorreu no bairro Jardim Botânico. Vítima havia acabado de chegar do trabalho, quando foi chamado no portão pelo irmão, que atirou várias vezes contra ele. O suspeito de cometer o crime foi preso em Vila Velha

Tempo de leitura: 3min
Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 26/11/2021 às 10h22
Caso foi registrado no DHPP de Vila Velha
Caso foi registrado no DHPP de Vila Velha. Crédito: Divulgação/Polícia Civil

Um homem  foi assassinado por volta das 20h desta quinta-feira (25) no bairro Jardim Botânico, em Cariacica. A vítima foi identificada como Leôncio de Souza Pereira, um motoboy de 43 anos. Segundo a família, o suspeito de cometer o crime é o irmão dele, um professor de Inglês, de 41 anos, que oficialmente não teve o nome informado pela polícia. O homem foi preso em flagrante e levado para a delegacia. De acordo com a reportagem da TV Gazeta, consta no boletim de ocorrência do caso que o Leôncio havia chegado em casa após o trabalho e foi chamado no portão pelo irmão.

Na sequência, o suspeito sacou uma arma e atirou várias vezes contra a vítima. Após abrir fogo, o professor de Inglês entrou em um carro que dava cobertura a ele e fugiu do local do crime. O barulho dos disparos e a cena do homem ferido desesperaram os familiares. Rapidamente, ele foi colocado em um veículo e levado para o Pronto Atendimento de Cobilândia, que fica em Vila Velha, porém não resistiu aos ferimentos.

IDENTIFICAÇÃO

Enquanto alguns familiares agilizavam o transporte do motoboy baleado, outro irmão da vítima, o empresário Leomar de Souza Pereira, de 38 anos foi atrás do veículo do atirador que havia fugido. Até então, ele não se sabia quem era o responsável. Ao mesmo tempo em que perseguia o carro do fugitivo, o familiar avisou à polícia sobre o ocorrido.

Leomar estava no próprio cerimonial, que fica a cerca de 100 metros do local do crime. Ele participava de uma confraternização quando escutou os disparos. Ao olhar pela janela, percebeu que a vítima era Leôncio, irmão dele. Na sequência, ele percebeu que o atirador passou correndo e ainda com a arma nas mãos. O empresário rapidamente foi até o próprio carro e começou a seguir o veículo do executor.  

Quando o veículo onde estava o professor de Inglês parou em frente a uma casa no bairro Industrial, em Vila Velha, Leomar aguardou por cerca de uma hora até a chegada da polícia. Devido ao horário, os policiais não entraram na residência porque não havia autorização judicial. Foi preciso aguardar que um morador da casa térrea, que se identificou como dono do imóvel, saísse, para que os policiais entrassem.

Quando os policiais entraram, o empresário percebeu que o homem que havia atirado e matado Leôncio era o irmão deles dois. Segundo Leomar contou à reportagem da TV Gazeta, o professor de inglês mantinha pouco contato com a família e ele não sabia de desentendimento entre os irmãos. 

Após a prisão em flagrante, o suspeito foi conduzido para a Delegacia de Vila Velha e agora a investigação está com a Divisão de Homicídios.

Com informações de Daniela Carla, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.