ASSINE

Briga de andarilhos termina com homem morto em praia do ES

Reginaldo de Freitas, de 44 anos, foi atingido por tiro quando estava na Praia de Itaoca, em Itapemirim. Homem de 60 anos confessou que atirou após discussão com a vítima

Tempo de leitura: 2min
Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 13/05/2022 às 11h51
Praia de Itaoca, em Iat
O crime ocorreu na Praia de Itaoca, em Itapemirim. Crédito: Divulgação/ PMI

Uma briga entre dois andarilhos terminou em morte na tarde desta quinta-feira (12), na praia de Itaoca, em Itapemirim, no Litoral Sul do Espírito Santo. Reginaldo de Freitas, de 44 anos, foi morto com um tiro disparado por um idoso de 60 anos. O suspeito foi detido pela Polícia Militar logo após o assassinato. Uma ambulância chegou a ser acionada para resgatar Reginaldo, mas ele faleceu no local.

De acordo com informações da Polícia Militar, o crime aconteceu às 14h30, perto das pedras. O suspeito, Josias Rosa Gonçalves, de 60 anos, fugiu a pé após disparar, com a arma dentro de uma sacola, em direção a um imóvel em construção no bairro. Uma ambulância do município foi acionada, mas a equipe médica confirmou a morte e o corpo foi encaminhado ao Serviço Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim.

HOMEM CONFESSOU O CRIME

Imagens de videomonitoramento da Prefeitura de Itapemirim ajudaram a polícia a localizar o suspeito. Aos militares, ele confirmou que atirou em Reginaldo de Freitas após uma discussão e levou uma bofetada da vítima. Disse ainda que há dias os dois vinham discutindo. Ele confirmou a motivação na delegacia de Itapemirim. 

Este vídeo pode te interessar

Segundo o delegado de Itapemirim, Djalma Pereira Lemos, os dois eram andarilhos e o crime aconteceu após o tapa. "Em depoimento, o suspeito contou que os dois eram andarilhos, sem qualquer vínculo com a região e estavam bebendo juntos já há três dias, e em dado momento, eles se desentenderam. O suspeito alegou que a vítima teria dado um tapa no seu rosto, momento em que ele pegou a arma e atirou na vítima", disse.  

A arma - um revólver calibre 32 com seis munições - foi apreendida com ele. Segundo a Polícia Civil, ela foi encaminhada para o setor do Departamento de Criminalística - Balística. Josias Rosa Gonçalves foi autuado em flagrante por homicídio.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.