ASSINE

Aglomeração é dispersada com gás e balas de borracha na Rua da Lama

De acordo com a PM, o uso dos equipamentos foi necessário após várias tentativas de dispersão do público, inclusive com o uso de megafone

Publicado em 26/06/2021 às 12h23
MPES notifica prefeitura para que proíba evento na Rua da Lama em Vitória
Ação da polícia dispersou aglomeração na Rua da Lama, no bairro Jardim da Penha, em Vitória. Crédito: Fernando Madeira

Uma aglomeração foi dispersada com o uso de bombas de gás lacrimogêneo e tiros de bala de borracha na Rua da Lama, no bairro Jardim da Penha, em Vitória, na noite desta sexta-feira (25). De acordo com a Polícia Militar, o uso dos equipamentos foi necessário após várias tentativas de dispersão do público.

A ação fez parte de uma fiscalização do Comitê Integrado de Combate à Covid-19 da Prefeitura de Vitória. De acordo com a Polícia Militar, agentes foram acionados para prestar apoio à fiscalização para dispersão de aglomeração de pessoas em estabelecimentos na Rua da Lama, em Jardim da Penha.

Ainda segundo a nota enviada pela PM, foram feitos inúmeros pedidos, inclusive com o uso de megafone, para que as pessoas deixassem o local. “Após inúmeras ordens que as pessoas deixassem o local, com uso de megafone, e informado que a desobediência acarretaria no uso de equipamentos não letais para dispersão, foi necessário o uso de gás lacrimogêneo e tiros de bala de borracha, sendo encerrada a ocorrência no local”, informou.

A PM disse ainda que não houve detidos ou materiais apreendidos. “Também não houve registro de pessoas feridas na ação”, concluiu.

Sobre o fato, a Prefeitura de Vitória, por meio da Guarda Municipal, informou apenas que “na noite desta sexta-feira (25), em mais uma ação do Comitê integrado de combate à Covid-19, uma aglomeração de pessoas foi dispersada na Rua da Lama”.

AÇÃO EM OUTROS BAIRROS

Além do encerramento da aglomeração na Rua da Lama, em Jardim da Penha, outros locais também passaram pela fiscalização do Comitê Integrado de Combate à Covid-19 na Capital. De acordo com a Prefeitura de Vitória, 29 locais foram vistoriados nos bairros Jardim Camburi, Mário Cypreste, Nova Palestina, Inhanguetá, Jucutuquara, Jardim da Penha e Praia do Canto.

Fiscalização da quarentena em Vitória encerra festas clandestinas e fecha bar
A fiscalização da quarentena em Vitória foi feita com foco em encerrar festas clandestinas e aglomerações. Crédito: Jansen Dias Lube/PMV

“Oito estabelecimentos estavam fechados e seis atuavam fora do horário permitido, com aglomeração, e tiveram as atividades paralisadas. Nos demais não houve constatação de irregularidades”, informou.

O Comitê Integrado de Combate à Covid-19, é formado pela Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e Habitação (Sedec), Secretaria de Meio Ambiente de Vitória (Semmam), Vigilância Sanitária, Guarda Municipal, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. De acordo com a prefeitura, já foram vistoriados mais de 2.060 estabelecimentos no município de Vitória desde 1º de janeiro.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.