ASSINE

Adolescente é morto a tiros e outros dois são baleados em Iúna

Felipe da Silva Domingos, 17 anos, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Um dos feridos, de 12 anos, foi transferido de helicóptero para unidade na Grande Vitória

Tempo de leitura: 2min
Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 24/01/2022 às 11h10
Um dos feridos, de 12 anos, precisou ser transferido para de helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (NOTAER). Crédito: Reprodução/ Notaer
Um dos feridos, de 12 anos, precisou ser transferido para de helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (NOTAER). Crédito: Reprodução/ Notaer

Um adolescente de 17 anos morreu e outros dois, de 12 e 16 anos, ficaram feridos após serem atingidos por tiros no final da manhã deste domingo (23) em Iúna, na Região do Caparaó. As vítimas estavam sentadas em uma calçada quando foram baleados por um homem de moto. Até o momento, ninguém foi preso pelo crime.

Segundo informações da Polícia Militar, Felipe da Silva Domingos, de 17 anos, estava sentado em uma calçada do bairro Quilombo, com outros dois garotos. Por volta das 11h30, dois homens em uma Honda CG preta passaram pelo local e o garupa atirou contra o grupo. Segundo populares, foram ouvidos mais de cinco tiros.

Os adolescentes foram socorridos por populares para a Santa Casa de Iúna, mas Felipe da Silva Domingos morreu após dar entrada na unidade.

Um dos feridos, de 12 anos, precisou ser transferido de helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer) para o Hospital Estadual Infantil, que funciona anexo ao Hospital da Polícia Militar, em Bento Ferreira, Vitória.

O outro adolescente, de 16 anos, chegou a conversar com os militares e contou quem eram o piloto e o garupa. Ele seria transferido para outra unidade hospitalar para cirurgia.

De acordo com a Polícia Civil, o caso segue em investigação. Buscas foram feitas nas casas dos suspeitos, mas não foram localizados.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.