ASSINE

Mergulhador de Guarapari desaparece no mar de Anchieta

Capitania dos Portos realiza buscas na região

Publicado em 03/11/2018 às 15h01
Flavio Matos Schneider, de 35 anos, está desaparecido no mar desde a noite desta sexta-feira (02). Crédito: Reprodução
Flavio Matos Schneider, de 35 anos, está desaparecido no mar desde a noite desta sexta-feira (02). Crédito: Reprodução

Um mergulhador de Guarapari desapareceu no mar de Anchieta, nesta sexta-feira. O homem identificado como Flávio Schneider Matos, 35 anos, mergulhava nas proximidades da Plataforma Petrolífera MOP1, localizada a cerca de 26 km da costa do município de Anchieta, Sul do Estado.

Segundo a Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES), Flávio estava em uma embarcação com mais duas pessoas. Ao constatarem a ausência do mergulhador, a equipe procurou Flávio mas não obteve sucesso. A Capitania foi acionada e realiza buscas na região.

De acordo com informações divulgadas pelo Portal 27, Flávio é mergulhador experiente e há 15 anos pratica este tipo de atividade. Na madrugada de ontem (02), ele saiu com os amigos para o alto mar. A viagem dura cerca de quatro horas e depois de passar o dia mergulhando, a equipe resolver voltar para a costa, por volta das 16 horas. Flávio decidiu dar um último mergulho, mas não foi mais visto.

"Os amigos fizeram diversas buscas e ficaram no local até 18 horas procurando, mas nenhum sinal dele. Como o combustível estava acabando e já estava escuro, eles tiveram que voltar para a costa", relatou a cunhada de Flávio, Steicy Chácara Gegenheimer ao Portal 27. 

O desaparecimento de Flávio está sendo divulgado pela Capitania nas estações costeiras, em toda área capixaba, com o objetivo de alertar todos que estiverem navegando na região. O Navio-Patrulha "Gurupi" foi acionado para auxiliar nas buscas.

As causas e responsabilidades sobre o fato serão apuradas em Inquérito a ser instaurado pela Marinha do Brasil. 

BUSCAS

Plataforma em que mergulhador desapareceu . Crédito: Internauta
Plataforma em que mergulhador desapareceu . Crédito: Internauta

A esposa do mergulhador, Mariane Rodrigues Paiva, informou que a Capitania encerrou às buscas por volta de 17 horas. "Eles realizaram buscas com helicóptero e lancha e não encontraram nada. Por ser muito distante, 20 km da costa, encerram as buscas para irem embora". O trabalho será retomado na manhã deste domingo (04). De acordo com Mariane, as buscas vão ocorrer na região de Itaipava, Itaoca e Marataízes. "A correnteza pode ter puxado para esses lados. As buscas com os mergulhadores só serão liberadas daqui a três dias, para hipótese realmente de morte", explicou. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
guarapari

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.