ASSINE

Catadores do ES criam canal no YouTube para falar de reciclagem

Canal criado pelos próprios catadores de materiais recicláveis de Vitória apresenta diversos assuntos, como conscientização ambiental e o descarte adequado do lixo para reciclagem

Publicado em 10/12/2019 às 19h31
Catadores da Acamares criam canal no Youtube para falar sobre reciclagem. Josimeire Jesus, Amanda Paula Cabral Soares e Lucio Heleno Barbosa dos Santos. Crédito: Carlos Alberto Silva
Catadores da Acamares criam canal no Youtube para falar sobre reciclagem. Josimeire Jesus, Amanda Paula Cabral Soares e Lucio Heleno Barbosa dos Santos. Crédito: Carlos Alberto Silva

Catadores de materiais recicláveis de Vitória resolveram mudar a rotina de trabalho. Além da gestão de resíduos que chegam às cooperativas, eles passaram a se dedicar também à produção de vídeos. Eles estrearam nesta semana um canal no YouTube que aborda diversos assuntos, como o consumo consciente, a separação adequada do lixo  e a preservação ambiental.

O canal “Catadores são Educadores” apresenta uma série com 17 episódios. O projeto é realizado pela Associação Ateliê de Ideias, em parcerias com três associações de catadores: Associação de Catadores de Materiais Recicláveis da Ilha de Vitória (Amariv),  Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Vitória (Ascamare) e Associação de Catadores de Materiais Recicláveis do Município de Vitória (Amarv).

A série foi produzida com conteúdo e roteiro definidos pelas próprias associações de catadores. Amanda Paula Cabral Soares, de 24 anos, que foi uma das apresentadoras da série, afirma que os dias de gravação foram de muita empolgação, pois foi a primeira vez que eles próprios produziram conteúdos sobre o trabalho que realizam.

Amanda Paula Cabral Soares

Catadora de materiais recicláveis 

"Para nós, que trabalhamos como catadores, e principalmente para mim, foi muito animador. Sempre que ouvíamos falar de catadores era por terceiros, gente que não tinha contato com nosso trabalho. É bom termos a capacidade de falar do nosso próprio trabalho"

A catadora de recicláveis também destaca a importância de se comunicar com a população com orientações sobre o descarte consciente do lixo. “Nossa intenção foi, primeiro de passar para as pessoas noções de consciência ambiental. E o mais importante foi explicar como fazer o descarte correto do que vai para o lixo. Isso ajuda a família dos catadores. Nossa renda daí”, conclui.

O catador de materiais recicláveis da Amariv Lúcio Heleno Barbosa dos Santos, de 24 anos, também está empolgado com a criação do canal. Para ele, os vídeos são instrumentos de educação ambiental que ajudam a tornar seu trabalho mais conhecido pela população. Ele pontua que, nos primeiros vídeos, o internauta poderá conhecer como funciona a coleta seletiva.

“Os vídeos esclarecem dúvidas sobre coleta seletiva. O primeiro vídeo da série aponta de onde vem cada material, cada embalagem, e o impacto ambiental que esse material gera com a reciclagem. Mostra a embalagem sendo extraída, consumida e depois ela sendo processada na associação”, descreve.

IMPORTÂNCIA DOS CATADORES

A coordenadora da Associação Ateliê de Ideias, Leonora Mol, explica que a produção dos vídeos era uma das metas do Projeto Catadores São Educadores para 2019. Ela afirma que a reciclagem ajuda a gerar trabalho e renda para os catadores e que os vídeos ajudam a refletir sobre como a sociedade lida com os resíduos que ela gera no dia a dia, seja em casa, na empresa ou em uma instituição.

“Além de gerar trabalho e renda para as famílias, esse material produzido nos ajuda a perceber a importância dos cuidados com o meio ambiente, das nossas relações de consumo e como lidamos com os resíduos que geramos. Com este canal podemos colaborar ainda mais para que a sociedade reflita sobre o seu papel como consumidora e a importância dos catadores como educadores”, destaca Leonora.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.