ASSINE

Morador de São Mateus desaparece e família pede ajuda para achá-lo

Dirceu Abdo, de 44 anos, é do Paraná e está desaparecido desde o fim de julho; familiares não suspeitam o que pode ter acontecido com ele

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 04/08/2022 às 18h41
Dirceu Abdo, de 44 anos, está desaparecido desde o dia 28 de julho deste ano
Dirceu Abdo, de 44 anos, está desaparecido desde o dia 28 de julho deste ano. Crédito: Acervo da família

Atualização

7 de Agosto de 2022 às 14:30

A esposa de Dirceu Abdo informou que ele foi encontrado na cidade de Nova Venécia na última sexta-feira (5). Ele estava bem fisicamente, mas desorientado devido à ausência do remédio para memória. O vigilante já está em casa com a família.

O vigilante Dirceu Abdo, de 44 anos, está desaparecido desde o último dia 28 de julho. Natural do Paraná, ele mora há anos no município de São Mateus, no Norte do Espírito Santo. Segundo familiares, ele sumiu durante a madrugada, após uma discussão com um amigo, em frente da própria casa.

Companheira dele, Marilene Lima de Sousa contou que desconhece o que gerou a briga. "Era por volta de 1h quando ele saiu correndo, sem falar comigo e sem levar celular ou documento. Desde então, nunca mais o vi. Ele não tem rixa com ninguém, não sei o que pode ter acontecido", disse.

Segundo ela, Dirceu tem aproximadamente 1,70 metro de altura. "Ele estava com uma camisa verde, bermuda marrom e chinelo", contou. Os dois moravam juntos há cerca de sete anos e fazem uso de remédios controlados. "Ele toma por causa de problemas mentais, e eu devido a diabetes", detalhou.

Dirceu Abdo, de 44 anos, está desaparecido desde o dia 28 de julho deste ano
Dirceu Abdo, de 44 anos, está desaparecido desde o dia 28 de julho deste ano. Crédito: Acervo da família

Prima do vigilante, Guaraci Alvares de Farias mora no Mato Grosso e também está suplicando por notícias do parente. "A última vez que falei com ele foi há alguns meses. Ele disse que estava trabalhando em uma obra. Estamos em desespero, porque ele é uma pessoa muito querida e conhecida", afirmou.

Em busca de respostas, a família já chegou até a ir em institutos médicos legais, para onde são levados corpos de vítimas de crimes ou que são encontrados em vias públicas. "Não conseguimos nada. Acho que tragédias e notícias ruins correm rápido, então torcemos para ele estar vivo e bem", comentou.

Em nota, a Polícia Civil informou que o desaparecimento é investigado pela Delegacia Especializada de Infrações Penais e Outras (Dipo) de São Mateus. "Até o momento, ele não foi encontrado. Para que a apuração seja preservada, outras informações não serão repassadas."

Quem tiver qualquer informação a respeito de Dirceu Abdo deve entrar em contato por meio do Disque-Denúncia (181). A família dele também se colocou à disposição. Neste caso, as ligações podem ser feitas para Guaraci, no número (65) 9 8121-7315, ou para Marilene, no telefone (27) 9 9865-2589.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Polícia Civil São Mateus Paraná desaparecidos ES Norte

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.