ASSINE

Temporal derruba 15 árvores e destelha casa na Grande Vitória

Bombeiros foram acionados para atender ocorrências em toda a Região Metropolitana. Casa em Viana chegou a ser destelhada com a força dos ventos

Publicado em 31/03/2021 às 19h52
Árvores caem com fortes ventos provocados por temporal na Curva da Jurema, em Vitória (à esq.) e em bairro de Viana (à dir.)
Árvores caem com fortes ventos provocados por temporal na Curva da Jurema, em Vitória (à esq.) e em bairro de Viana (à dir.). Crédito: Internauta/A GAZETA

Os ventos que atingiram a Grande Vitória durante o temporal da tarde desta quarta-feira (31) derrubaram ao menos 15 árvores até as 17 horas, segundo o Corpo de Bombeiros. Uma das ocorrências foi na Curva da Jurema, em Vitória, onde uma castanheira que estava o local há décadas foi ao chão.

O dono de um dos quiosques René Laurent, contou que a árvore havia sido plantada há mais de 20 anos e que teve prejuízo com o incidente. “Pelo tempo, ela era bem grande e caiu para o lado dos quiosques. Acabou atingindo um ombrelone na área externa, que ficou totalmente quebrado, mas ninguém se feriu”, conta ele, indicando que a calçada no entorno da planta também acabou danificada.

O empresário falou ainda que a energia na região foi interrompida por conta dos fortes ventos e oscilou bastante durante o temporal. "Aquela região da ciclovia acabou alagando, como sempre acontece, mas é mais por conta do grande volume de água de uma vez só. A via propriamente dita só acumulou água mesmo”, disse.

Árvore da Curva da Jurema, em Vitória, é derrubada por ventos de até 70 km/h de temporal
Árvore da Curva da Jurema, em Vitória, foi derrubada no temporal. Crédito: Internauta/A GAZETA

CASA DESTELHADA E FAMÍLIA DESALOJADA EM VIANA

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, uma casa foi destelhada em Viana, deixando uma família desalojada no município.

A corporação informou, contudo, que não registrou nenhuma ocorrência grave causada pelo volume alto de chuvas na Grande Vitória e também não localizou nenhum foco de inundação na Região Metropolitana.

Questionada sobre vídeo que mostra árvore caída na Curva da Jurema e outros casos relatados por moradores, a Defesa Civil de Vitória informou que “não foi registrada nenhuma ocorrência grave em decorrência da chuva”.

FRENTE FRIA

Segundo o Climatempo, o temporal que atingiu o Estado nesta tarde (31) foi provocado pela chegada de uma frente fria, que é observada não só no Espírito Santo, mas também em Minas Gerais. O instituto meteorológico ainda alerta que há possibilidade de mais pancadas de chuva e ventos de até 70 quilômetros/hora até o início da madrugada desta quinta (1°).

Bombeiros Chuva no ES Grande Vitória chuva defesa civil temporal Curva da Jurema

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.