Secretário da Saúde atualiza informações sobre a Covid-19 no ES

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, atualizou as informações sobre o enfreamento ao coronavírus no Espírito Santo

Publicado em 26/01/2021 às 14h30
Atualizado em 26/01/2021 às 15h15

15:13

Fim da entrevista coletiva

Secretário Nésio Fernandes: "Quero reforçar o pedido que as pessoas compreendam que existe uma pandemia em curso, teremos ano difícil. Continuaremos com as mesmas armas que tivemos no começo da doença. Não temos vacinas disponíveis para todos, uso de máscaras, higiene, são necessários. Não aglomerar é essencial para evitar o risco de transmissão da doença. Ao longo do verão, precisamos ter disciplina. Obrigado a todos, acreditem na ciência e nas vacinas. Venceremos".


15:11

"Não preparação por parte dos governos pode custar caro", diz secretário

Secretário Nésio Fernandes: "Fica o alerta ao país que o descontrole nas aglomerações, sazonalidade das doenças respiratórias, possíveis mutações do vírus e não preparação por parte dos governos pode custar caro para a população. Não perguntamos a origem de qualquer paciente. Estamos aqui para salvar vidas. 


15:07

Secretário explica classificação de Vitória, que está em risco baixo

Secretário Nésio Fernandes: "O cálculo que hoje mais impacta na matriz de risco é número de casos ativos e óbitos. Há um comportamento em Vitória que, na matriz de risco, ao aplicar, o município foi classificado no risco baixo. Nós temos uma boa capacidade de testagem, não temos nenhum tipo de conclusão de prejuízo na capacidade de testagem em Vitória. Podemos ter um município com comportamento baixo de óbitos e casos ativos em classificação diferente de municípios vizinhos".


15:01

"ES tem excelente desempenho em vacinação", diz subsecretário

Subsecretário Luiz Carlos Reblin: "Estamos aproximando do momento em que doses serão disponibilizadas em tempo mais real. Quero garantir que o ES tem excelente desempenho em vacinação. Sempre somos o primeiro Estado a atingir coberturas de vacinação, e agora não será diferente. Tenho certeza que o ES vai cumprir meta. A aplicação nas instituições de população indígena, é mais rápido e fácil. Nas unidades de saúde, requer uma organização maior. Aplicação nos trabalhadores de saúde tem um tempo maior do que demais grupos populacionais".


14:59

Municípios se organizam para vacinação da população em geral

Subsecretário Luiz Carlos Reblin: "Vacinação da população em geral é realizada pelos municípios, que organizam um modelo de aplicação das vacinas. Os maiores municípios estão se programando para algum tipo de agendamento prévio, algum modelo de aplicativo, internet".


14:59

Governo do ES vai avaliar obrigatoriedade de vacinação

Secretário Nésio Fernandes: "As doses destinadas a este grupo já chegaram integralmente, primeira e segunda dose da Coronavac. Já recebemos as doses correspondentes a este grupo. Até sexta-feira, 16 pessoas recusaram a vacina em Vila Velha. Estamos avaliando a não obrigatoriedade da vacinação. Estamos vendo a possibilidade de exigir que as pessoas devam comprovar a sua vacinação para atuar na saúde pública. Entendemos que as vacinas devem ser aplicadas em todos que atuam na saúde, em especial aqueles que atuam na saúde pública. Nos próximos dias anunciaremos no que diz respeito a exigência da vacinação no Espírito Santo".


14:49

ES segue negociando com indústria para adquirir vacinas complementares

Secretário Nésio Fernandes: "Tivemos uma frustração do quantitativo de doses anunciado pelo Ministério da Saúde previstos para janeiro e fevereiro. Entendemos que a vacinação da população brasileira é uma medida científica, segura e que salva vidas. A aquisição rápida da maior quantidade de doses disponível no mercado é a decisão mais acertada. O ES mantém a sua decisão de seguir negociando com a indústria sobre a possibilidade de fazer aquisições complementares de vacinas para antecipar etapas do Plano Nacional de Imunização. No início da vacinação, publicamos portaria classificando como falta grave qualquer disciplina por parte dos servidores em furar a fila ou administrar doses na população que não é priorizada neste momento. Queremos que todos aguardem o seu momento para tomar a vacina".


14:42

Secretário fala sobre estado de saúde dos pacientes de Manaus

Secretário Nésio Fernandes: "Dos 36 pacientes, 18 estão em enfermaria, 8 deles em condições de alta, aguardando apresentarem resultado negativo para confirmar a remoção para o Amazonas. Temos, ainda, 18 pacientes em UTI. Dos que estão em enfermaria, 10 estão estáveis. Não tivemos nenhum óbito e temos, cotidianamente, relatos positivos no que diz respeito ao cuidado e nobreza no qual eles têm expressado orgulho".


14:36

Profissionais que tiveram contato com pacientes de Manaus foram testados

Secretário Nésio Fernandes: "Ao longo da semana passada tivemos o triste colapso da rede pública de saúde e privada no Amazonas, em Manaus. O sistema de saúde se mobilizou em todo o país para garantir o direito ao acesso à saúde dos pacientes. Aqui no Estado garantimos o acesso de 36 pacientes do Amazonas. Quero deixar um agradecimento aos órgãos que nos ajudaram, a todos os trabalhadores do Hospital Jayme Santos Neves que ajudou na chegada desses pacientes. Estabelecemos, a partir de sexta-feira, testar todos os trabalhadores que tiveram contato com esses pacientes. Já finalizamos praticamente essa testagem dos trabalhadores e vamos repetir em 48h após a primeira coleta".


14:34

ES está atento em comportamento do vírus no norte do país

Subsecretário Luiz Carlos Reblin: "A pandemia segue o curso que nós definimos como um curso normal de uma doença respiratória. Inicia nos grandes centros e faz expansão para cidades menores do interior, e tem se mantido esse comportamento. Lembrando que o desenho nacional aponta para que, situações como a que ocorre no norte do país, tem repercussão depois de algum período nas demais regiões. Precisamos ficar atentos para uma repercussão do que acontece no norte se instalar aqui, no Estado. Tem expansão de leitos previsto, prevenção da atenção primária. Se, de fato, confirmarmos o aumento de casos, nós temos condição de cuidar das pessoas que adoecerem"

Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.