ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Rodoviários da Sanremo impedem a saída de ônibus da empresa em Vila Velha

Segundo o Sindirodoviários, uma alteração na forma do pagamento dos salários de novembro, desrespeitando acordos anteriores, desagradou os trabalhadores, que optaram por parar desde as primeiras horas da manhã desta quinta (11)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 11/11/2021 às 07h51
Vila Velha
Sem os pagamentos de novembro, os colaboradores da Sanremo cruzaram os braços em Vila Velha. Crédito: André Falcão/TV Gazeta

As pessoas que dependem do transporte público municipal de Vila Velha estão a pé desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (11). Os ônibus da Viação Sanremo não circulam na cidade e permanecem na garagem da empresa. A paralisação partiu dos motoristas e cobradores por conta de atrasos e alterações nos salários dos profissionais.

De acordo com o diretor do Sindirodoviários, Miguel Leite, os trabalhadores cruzaram os braços porque, segundo ele, a direção da empresa descumpriu acordos feitos anteriormente e comunicou, por meio de avisos, que 50% do salário de novembro seria pago até esta sexta-feira (12) e o restante creditado até o próximo dia 19, ou antes, caso fosse possível.

A medida desagradou a categoria, que optou pela paralisação dos serviços, visto os esforços e entendimento que a empresa havia firmado com os colaboradores relativos à remuneração, aponta o sindicalista. 

Sem alternativa, quem depende dos coletivos precisa optar por táxi e transporte por aplicativo, o que é mais caro, além do Transcol.

A reportagem de A Gazeta tentou entrar em contato com a direção da Sanremo, porém ainda sem retorno.  À TV Gazeta, a empresa informou que os vencimentos do mês de novembro venceram nesta quarta-feira (10). Como não foi possível quitar os débitos, foi proposto à flexibilização dos pagamentos, o que não foi aceito pela categoria.   

Vila Velha
O cartaz fixado pela diretoria sobre o pagamento de novembro desagradou os trabalhadores da Sanremo, que pararam nesta manhã. Crédito: Divulgação/Sindirodoviário

A empresa ainda salientou que já está integrada ao Sistema Transcol, porém não recebe o subsídio por parte do governo estadual destinado ao abatimento do valor do óleo diesel, o que também interfere no cumprimento dos pagamentos.

O QUE DIZ A PREFEITURA DE VILA VELHA

A Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito informa que está monitorando a paralisação, em contato com a empresa, para que o serviço seja restabelecido o mais breve possível, bem como os pagamentos dos profissionais seja regularizado.

A empresa possui 31 linhas no município e atende, diariamente, a cerca de 19 mil pessoas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.