ASSINE

Quando posso e devo tomar a vacina contra a gripe?

O aumento do número de casos no Estado provocou uma corrida às unidades de saúde, mas muitos ainda têm dúvidas sobre como proceder para se proteger. Confira as dicas

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 27/12/2021 às 19h32
Secretaria Municipal de Saúde alerta para vacinação contra a gripe em Cachoeiro
Diversos municípios do Estado estão promovendo vacinação contra a gripe. Crédito: Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim/Divulgação

As unidades de pronto atendimento da rede pública no Espírito Santo e hospitais privados estão lotados de pacientes com sintomas gripais. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), inclusive, confirmou que o Espírito Santo atravessa uma epidemia provocada por vírus Influenza. Diante desse cenário, é importante estar atento aos cuidados para prevenir a doença que, embora comum, pode ter graves consequências, principalmente para grupos mais vulneráveis. Uso de máscaras e higienização das mãos são fundamentais, mas não se pode esquecer da vacinação que, mesmo no calendário do país há muitos anos, ainda gera dúvidas como, por exemplo, o momento indicado a tomar o imunizante.

Para esclarecer alguns aspectos relacionados à imunização, é importante também entender sobre a doença. O infectologista Paulo Mendes Peçanha relaciona três tipos de vírus influenza: A, B e C. No grupo A, ainda existem subtipos, dentre os quais se destacam o H1N1, o mais frequente causador da gripe, e também o H3N2, que tem sido o responsável pelo aumento de casos em vários Estados brasileiros, inclusive no Espírito Santo. 

“O H3N2 já existia, mas nós conhecemos por uma variante diferente, a Hong Kong. A cepa que está circulando agora e causando as infecções é diferente. É uma mutação que foi recém-descoberta na Austrália e nomeada como Darwin", explica Paulo Peçanha. Amostras de pacientes infectados pelo H3N2 no Estado foram encaminhadas à Fiocruz para sequenciamento genético, de modo a identificar se são ou não da cepa modificada.  

Apesar de ser uma variante diferente da gripe, a infectologista Rubia Miossi afirma que praticamente não há diferenças entre os sintomas. “A cepa de H3N2 Darwin é de fato nova, mas os sintomas são os mesmos da gripe. O vírus continua sendo Influenza”, pontua.

SINTOMAS

  • Congestão nasal
  • Febre
  • Dor no corpo
  • Dor na garganta
  • Tosse
  • Cansaço

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

  1. 01

    Quem deve tomar a vacina?

    O Ministério da Saúde ampliou a campanha de vacinação contra a gripe para todas as idades, a partir de 6 meses. Anteriormente, a vacina era indicada apenas para pessoas com maior probabilidade de desenvolver sintomas graves ou complicações, como idosos, gestantes, crianças até 5 anos e 11 meses e pessoas com doenças respiratórias ou cardiovasculares.

  2. 02

    A vacina protege contra o H1N1 ou coronavírus?

    Ela protege contra diferentes grupos do vírus da gripe, incluindo o H1N1. No caso das vacinas administradas pelo SUS, protegem contra 3 tipos -  Influenza A (H1N1) e (H3N2) e Influenza tipo B - e são conhecidas como trivalentes. Já o imunizante das clínicas privadas geralmente é tetravalente, protegendo também contra mais um tipo do vírus Influenza B. Em qualquer caso, a vacina não protege contra nenhuma cepa de coronavírus, incluindo o causador da infecção Covid-19.

  3. 03

    Posso tomar a vacina da gripe e da Covid juntas?

    O Ministério da Saúde em uma nova recomendação indica que a vacina da gripe e da Covid-19 podem ser aplicadas no mesmo dia, desde que em grupos musculares diferentes, não havendo interferência na eficácia das vacinas. 

  4. 04

    É preciso tomar todos os anos?

    A eficácia da vacina da gripe tem uma duração que pode variar entre 6 a 12 meses e, por isso, deve ser administrada todos os anos, especialmente durante o outono. Além disso, como os vírus da gripe sofrem rápidas mutações, a nova vacina serve para garantir que o corpo fique protegido contra os novos tipos que foram surgindo ao longo do ano.

  5. 05

    Quem não deve tomar a vacina?

    Ela é contraindicada para pessoas com alergia ao ovo ou ao látex, assim como para pessoas que tiveram alguma reação alérgica grave a uma dose anterior da vacina. Em qualquer caso, sempre que existe dúvida sobre a vacinação, é recomendado consultar um médico.

  6. 06

    Posso tomar a vacina se estiver com gripe?

    Caso a pessoa já esteja gripada, é aconselhado esperar o desaparecimento dos sintomas antes de fazer a vacinação, para evitar que os sintomas naturais da gripe sejam confundidos com uma reação à vacina, por exemplo.

  7. 07

    Tem vacina para quem ainda não se vacinou?

    A vacina está disponível para as pessoas que ainda não foram imunizadas e de qualquer faixa etária a partir de seis meses idade. Para se vacinar, é só procurar uma unidade de saúde do município em que mora, levando o cartão de vacina, carteira de identidade, cartão nacional do SUS e CPF.

  8. 08

    Quem se vacinou no começo deste ano deve se revacinar?

    Não existe uma recomendação formal de revacinar neste momento. Quem deve se vacinar com a dose de influenza 2021 é quem ainda não foi imunizado.

  9. 09

    Quais as reações adversas mais comuns?

    Os efeitos adversos mais comuns são reações no local da aplicação, dor de cabeça, nos músculos, articulações, febre, calafrios e transpiração excessiva. Elas surgem de 6 a 12 horas depois da vacinação e desaparecem em até 2 dias.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.