ASSINE

Prestes a se casar, professor de jiu-jítsu imobiliza suspeito de assalto em Vila Velha

A ação foi flagrada por um morador do prédio que conhece o professor. Policiais estavam passando pelo local na hora e conseguiram prender o suspeito

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 04/06/2021 às 20h23
Manuel Correa no cartório com a noiva.
Manuel Correa foi para o cartório se casar com a noiva. Crédito: Leitor/A Gazeta

Um professor de jiu-jítsu imobilizou um suspeito de assalto, que estava com uma faca, em um ponto de ônibus no bairro Praia de Itaparica, no município de Vila Velha. A ação aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (4). E um detalhe chama a atenção nesta história: pouco depois, o professor Manuel Correa foi para um cartório se casar com a noiva.

A ação, que foi flagrada por um morador do prédio que conhece o professor, aconteceu em poucos minutos. Nas imagens registradas é possível visualizar Manuel, que veste uma camiseta vermelha, aplicando um golpe da arte marcial no suspeito.

Após a ação, o professor imobilizou o homem por quase dois minutos. Uma viatura da Polícia Militar estava passando pelo local na hora e os policiais conseguiram prender o suspeito.

COMO TUDO ACONTECEU

Em entrevista gravada para a reportagem da TV Gazeta, Manuel explica que resolveu comprar um almoço antes de sair para o casamento. Quando, logo na rua, se deparou, em um primeiro momento com um rapaz e uma mulher, ambos de bicicleta, tentando assaltar uma senhora que estava no ponto de ônibus a caminho do trabalho.

Manuel Correa

Professor de Jiu-Jitsu

"Quando cheguei perto do local, os dois suspeitos saíram e acompanhei a senhora até o seu trabalho, como segurança, para caso os assaltantes tentassem voltar"

O professor relata que, logo após, seguiu o seu caminho pela rua, quando mais à frente se deparou novamente com o assaltante. "Sinalizei para um rapaz que estava próximo, ele começou a conversar com o suspeito, que saiu correndo, mas corri atrás dele e o imobilizei, utilizando o que aprendo no dia a dia das artes marciais", destaca. 

Manuel imobilizou o homem por quase dois minutos, quando, uma viatura da Polícia Militar que passava pelo local deu o procedimento à ocorrência. O suspeito foi preso.  

Uma hora depois, o professor pode seguir com o planejado para o dia e seguiu para o cartório casar. Ele ainda destaca que o mais grave poderia ter ocorrido. "O assaltante estava com uma faca, mas graças a Deus que não aconteceu nada, conclui feliz de tudo ter dado certo. 

A Polícia Militar destaca que, em caso de assaltos, a orientação é que as pessoas não reajam aos ataques, apesar de entender que pode ser um reflexo instintivo de defesa. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.