ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Governo entregará notebooks para alunos e professores de escolas do ES

Também está prevista a criação do “auxílio internet” no valor de R$ 50 mensais para cada professor. Projeto será enviado à Assembleia Legislativa

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 02/02/2021 às 14h06
Atualizado em 02/02/2021 às 15h54
Volta às aulas nas escolas de nível fundamental - Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Major Alfredo Pedro Rabaioli, no bairro Mário Cypreste, em Vitória
Aulas nas escolas estaduais serão retomadas nesta quinta-feira (04). Crédito: Fernando Madeira

Cerca de 75 mil alunos e professores da rede pública de ensino estadual vão receber notebooks do governo do Estado. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (02) pelo governador Renato Casagrande e pelo secretário de Estado da Educação (Sedu), Vitor de Angelo.

Na ocasião, o governo informou que as atividades nas escolas públicas estaduais voltam a partir da próxima quinta-feira (04). O modelo de ensino será híbrido, com aulas presenciais e remotas. 

Casagrande explicou que os professores, diretores e pedagogos efetivos da rede pública estadual vão receber uma ajuda de custo no valor de R$ 5 mil para a compra de equipamento de informática (notebook, Chromebook ou tablet). Além disso, o governo também prevê a criação do “auxílio internet” no valor de R$ 50 mensais para cada professor – efetivo ou em designação temporária (DT).

Antes de entrar em vigor, as medidas precisam ser aprovadas na Assembleia Legislativa. O governo informou que deve enviar os projetos de lei nos próximos dias. As medidas devem atingir cerca de 15 mil profissionais da educação da rede estadual.

Também foram anunciados o processo licitatório para a aquisição de notebooks destinados a profissionais da educação em designação temporária (DT) e da adesão à ata de registro de preço para compra de 60 mil Chromebooks (notebooks), que serão destinados a estudantes da rede pública estadual.

Esses equipamentos serão repassados em regime de comodato, devendo ser devolvidos após a conclusão dos estudos ou encerramento do vínculo. A estimativa é de que os produtos comecem a ser entregues em um prazo de quatro meses.

Renato Casagrande

Governador do ES

"Estamos fazendo uma entrega de equipamentos que permitirão que os alunos e professores possam usar a tecnologia para que a gente melhore ainda mais a qualidade de educação no nosso Estado e recupere um pouco daquilo que a gente perdeu em 2020 por causa da pandemia"

O secretário da Educação explicou que essas novas medidas dão continuidade à resposta do Estado aos desafios impostos pela pandemia na área. Segundo ele, o ano letivo de 2021 foi planejado com o objetivo de avançar com as práticas do Programa Escolar.

"Nós planejamos o ano letivo de 2021 com o objetivo de avançar com o Programa EscoLAR e, claro, a questão tecnológica é um objetivo central para permitir que as pessoas tenham acesso à tecnologia, seja com aparelho, seja com internet. Por isso trabalhamos para entregar esses equipamentos e recursos para professores, pedagogos e diretores”, disse.

PRÉ-ENEM

Para tentar minimizar o impacto da pandemia na formação dos estudantes, o Pré-Enem 2021 vai contar com a ampliação de mil vagas em relação ao ano anterior. Serão ofertadas três mil vagas para os alunos da Rede Estadual, incluindo os concluintes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no ano passado. As aulas serão on-line, síncronas, e por meio de vídeo-aulas gravadas com lives. Os estudantes terão a opção de assistir as aulas on-line nas escolas-polo, para quem não tem acesso à internet.

Volta às aulas nas escolas de nível fundamental - Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Major Alfredo Pedro Rabaioli, no bairro Mário Cypreste, em Vitória
Protocolos sanitários serão mantidos no ES. Crédito: Fernando Madeira

ENERGIA SOLAR

Cerca de 50 escolas da rede estadual vão receber um sistema de microgeração de energia elétrica a partir de fonte primária solar.  O investimento de R$ 16 milhões deve gerar economia anual de R$ 3,5 milhões nos custos de energia da Sedu. O governador Renato Casagrande disse que a tecnologia já está instalada em cinco presídios da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

“Vamos fazer a instalação de células fotovoltaicas em pelo menos 50 escolas do Estado. É importante que possamos climatizar as salas de aula e avançarmos em energia renovável. Publicamos um decreto em 2019 que toda obra nova do Estado necessita de energia solar fotovoltaica, mas também estamos avançando nos prédios já construídos", disse Casagrande.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.