ASSINE

Gambá entra em restaurante de Vitória e dá susto em clientes

Animal entrou no estabelecimento no horário do almoço, por volta das 13h, quando muitas pessoas estavam no local; ele foi recolhido por uma equipe da prefeitura

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 05/03/2021 às 16h12
Gambá entrou em restaurante na Reta da Penha e assustou clientes nesta sexta (5)
Gambá entrou em restaurante na Reta da Penha e assustou clientes nessa sexta (5). Crédito: Thiago Nogueira

Frequentadores de um restaurante na Reta da Penha, em Vitória, se assustaram com a presença de um cliente inusitado no início da tarde desta sexta-feira (5). Um gambá entrou pela porta da frente e causou confusão entre as pessoas que almoçavam no local, que pensaram se tratar de um rato.

O advogado Thiago Nogueira estava no restaurante quando o bichinho apareceu. Ele contou que o estabelecimento fica bem embaixo do escritório onde trabalha e que almoça lá frequentemente, mas que nunca tinha passado por uma situação como essa.

"Estava almoçando no restaurante e um gambá veio da Reta da Penha e entrou no restaurante. Foi um rebuliço, acharam que era um rato, mas o gerente cercou o gambazinho e o colocou em uma caixa de papelão", explicou.

O problema maior, porém, começou aí. Thiago alegou que tentou ligar para vários órgãos ambientais, como o Ibama e a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Vitória, mas, segundo o advogado, todos afirmaram que não realizavam resgate de animais silvestres. Depois de muitas tentativas, finalmente uma equipe da prefeitura foi até o local recolher o animal, que será recolocado na natureza.

"O principal é a omissão da prefeitura de mandar alguém fazer o resgate. Aconteceu por volta das 13h, só vieram buscar agora, às 15h. A nossa principal reclamação era com a demora pra prefeitura vir recolher e tivemos que conscientizar as pessoas de que não era um rato, o pessoal queria jogar ele na rua", exclamou.

O QUE FAZER SE ENCONTRAR UM GAMBÁ

  • Para qualquer situação com animais silvestres, a indicação é entrar em contato com os órgãos ambientais, como o Ibama, Polícia Ambiental e Prefeituras
  • No caso de marsupiais, entrar em contato com o @projetomarsupiais pelas redes sociais ou pelo número (27) 99810-5848
  • NÃO mexer com o animal, pois ele pode se sentir ameaçado ou atacado
  • Caso haja algum animal doméstico por perto, como gatos ou cachorros, é indicado prendê-los, para que não ataquem o gambá

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.