ASSINE

ES vai iniciar vacinação de lactantes e adolescentes em agosto

A ideia é que o grupo formado por lactantes - mães em fase de amamentação - receba a vacina Coronavac, do laboratório Sinovac/Butantan e  e adolescentes entre 12 e 17 anos sejam vacinados com o imunizante da Pfizer

Publicado em 12/07/2021 às 11h38
Atualizado em 12/07/2021 às 12h46
Primeiras vacinas da Pfizer chegam ao Brasil pelo consórcio Covax Facility
Estado vai usar doses da Pfizer para vacinar lactantes e adolescentes. Crédito: Walterson Rosa/MS

Correção

12 de Julho de 2021 às 12:40

A primeira versão da matéria trazia a informação de que lactantes e adolescentes seriam vacinados com as doses da Pfizer. No entanto, as lactantes somente serão imunizadas com a Coronavac, conforme retificou a Secretaria de Saúde.  O texto e o título foram corrigidos.

Lactantes e adolescentes do Espírito Santo devem começar a receber a primeira dose da vacina contra o coronavírus até o mês de agosto. A informação foi dada pelo governador Renato Casagrande nesta segunda-feira (12) durante um evento em Vila Velha que deu início, de forma simbólica, à vacinação dos profissionais de limpeza. 

Os adolescentes de 12 a 17 anos  com comorbidades, deficiência permanente, grávidas ou puérperas serão vacinados com a vacina Comirnaty, do laboratório Pfizer/BioNtech, e as lactantes serão vacinadas com a vacina Coronavac, do laboratório Sinovac/Butantan. 

"Até o final deste mês, início do mês que vem, nós vamos dar início a vacinação desse próximo grupo, formado por lactantes e adolescente entre 12 e 17 anos de idade que tenham alguma comorbidade", afirmou Casagrande.

60% JÁ RECEBERAM PELO MENOS A PRIMEIRA DOSE

Na semana passada, o Espírito Santo já havia ultrapassado a marca dos 50% da população adulta vacinada com a primeira dose. Bastou uma semana para o Estado ir de 54% a 60% da população imunizada.

Apesar do número ser positivo, o Espírito santo ainda não atingiu a imunidade de rebanho. A expectativa do governo do Estado é de entre os meses de setembro e novembro, o Espírito Santo consiga uma cobertura vacinal satisfatória, com duas doses, para poder reconhecer um patamar que dê segurança de imunidade coletiva aos capixabas.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Renato Casagrande Pfizer Vacinas contra a Covid-19

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.