ASSINE

Entenda por que os divórcios têm crescido no Espírito Santo

Desrespeito à individualidade, indiferença e até o modo como um dos membros do casal trata o filho. Essas são algumas causas da separação

Publicado em 22/05/2022 às 12h36

Os casamentos no Espírito Santo estão durando menos. Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que em 2010, as relações duravam 15 anos. Em 2020, o tempo entre os casais caiu para 12 anos.

Psicólogos e advogados especializados em Direito da Família entrevistados por A Gazeta explicam quais motivos podem provocar a separação dos casais capixabas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Ibge Casamento Divórcio Advogado Psicologia

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.