ASSINE

Detran-ES vai oferecer 8 mil vagas para CNH Social em 2021

Ainda não há datas oficiais marcadas. "O programa anual é dividido em fases. A primeira fase será lançada nos próximos dias", afirmou o diretor-geral do Departamento

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 10/03/2021 às 19h42
CNH
O programa CNH Social é destinado pessoas de baixa renda no Espírito Santo. Crédito: Radar Nacional

Neste ano serão ofertadas 8 mil vagas para o programa CNH Social, de acordo com informações do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES), por meio do diretor-geral Givaldo Vieira. A iniciativa, relançada em nova versão em 2017, é destinada para que as pessoas de baixa renda no Espírito Santo possam ter formação e serem sensibilizadas sobre a importância da proteção da vida no trânsito, além de capacitação a partir da obtenção de uma carteira de motorista, com vistas ao mercado de trabalho.

Segundo Vieira, desde o relançamento da proposta, o governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou que seriam oferecidas 25 mil vagas, diluídas ao longo dos anos. Em 2019 houve 5 mil vagas para o programa, ao passo que em 2020 aumentou para 7 mil. Neste ano serão 8 mil vagas e em 2022 a intenção é de que sejam ofertadas mais 5 mil vagas.

Ainda não há datas oficiais marcadas para 2021. "O programa anual é dividido em fases. A primeira fase será lançada nos próximos dias, estamos só aguardando a agenda do governador, mas preparados para fazer a abertura neste início do ano. A segunda fase é prevista para o meio do ano e a terceira para o fim do ano. A quantidade de vagas se dilui ao longo do ano porque as clínicas não dariam conta de processar tanta informação de uma só vez, a procura é muito grande", disse.

Os requisitos, de acordo com o diretor-geral do Detran, se mantêm inalterados. "É necessário apresentar o Cadastro Único do governo federal, observando que não adianta correr para o Cras agora, já que recebemos a documentação com um certo atraso. Serão usados os dados de fevereiro para a seleção. Os critérios de seleção consideram ainda renda e número de membros da família, por exemplo. Grande parte dos candidatos vêm com renda zero, desempregadas. A inscrição é feita pelo site, que também pode ser acessado pelo celular", afirmou.

FUNCIONAMENTO DO PROGRAMA

De acordo com Givaldo Vieira, após selecionado para o programa CNH Social o interessado deve procurar um Centro de Formação de Condutores (CFC). "O próprio sistema do Detran distribui o eleito ao mais próximo da moradia, de forma igualitária entre os participantes. Este interessado terá 15 dias para ir ao CFC iniciar o processo, depois 15 dias para ir ao Detran colher biometria e mais 15 dias para fazer os exames médicos. Se deixar de cumprir prazos, o candidato é excluído e é chamado o próximo da lista de espera", explicou.

O diretor explica que em seguida à admissão inicial começam as aulas teóricas e práticas e as provas. "Se o candidato for aprovado nas provas, recebe então a CNH gratuitamente. Aqueles com mais de 21 anos e que buscam categorias profissionais, como a D e E, podem fazer em seguida os cursos especiais pelo programa. São os cursos de cargas perigosas, de cargas indivisíveis, de transporte escolar, transporte coletivo e de emergências. Esta é uma forma de fortalecer a oportunidade de conseguir emprego e renda", finalizou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
CNH Detran carros cnh social veículos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.