ASSINE

Cobra é encontrada em cima de carro no Centro de Domingos Martins

Animal teria saído do compartimento onde fica o motor do automóvel. O fato inusitado causou alvoroço na tarde desta segunda-feira (24)

Publicado em 24/05/2021 às 19h21

Quem para o carro ao ar livre sabe que ele pode ficar sujo devido a folhas ou animais. O que ninguém espera é encontrar uma cobra em cima do capô, já subindo pelo para-brisa do veículo, mas foi exatamente o que aconteceu na tarde desta segunda-feira (24), em Domingos Martins, na Região Serrana do Espírito Santo.

Vídeos enviados para A Gazeta mostram o animal na parte externa do veículo, próximo ao retrovisor direito. O automóvel estava estacionado no Centro do município. O taxista Marcelo Trarbach Eleutério viu a cena e toda a movimentação gerada pela presença inusitada do réptil.

Marcelo Trarbach Eleutério

Taxista

"De repente, estava todo mundo gritando. A cobra estava em cima do capô. Ainda teve um maluco que foi lá e a pegou na mão. Deu um alvoroço danado, parecia festa"

Segundo ele, tudo aconteceu por volta das 15h. "O carro veio da roça. Ela (cobra) deve ter entrado no motor lá e veio embora para a cidade. Quando parou, acho que o motor estava muito quente e ela saiu. O pior é que ela é grandona", disse entre risadas, garantindo que a cena é inédita na região.

Logo após a cobra aparecer, um homem não identificado a pegou com a mão – procedimento que não é recomendado por especialistas e pode ser perigoso. Nas imagens é possível ver que o animal tem coloração amarela e preta, e que mede mais de um metro de comprimento. A cobra estava bastante agitada. Veja vídeo:

"Não sei quem é esse homem doido que segurou. O dono do carro acho que nem viu, mas não tenho como dar certeza. Começou a dar muita gente e eu saí de perto", revelou Marcelo, que trabalha no ponto em frente onde o carro estava parado.

Sem conseguir acreditar direito no que viu, o taxista lembrou da reação que teve. "Você toma um susto, né? Um trem daquele tamanho ali. Não sei se dá bote, se pula, o que a cobra pode fazer. Deus me livre!", comentou. Apesar da história para contar, ele espera que seja a última do tipo. "Tomara", concluiu.

COBRA CANINANA

Biólogo especializado em herpetologia (anfíbios e répteis), Iago Silva Ornellas assistiu aos vídeos e garantiu que se trata de uma cobra da espécie Spilotes pullatus, popularmente conhecida como caninana. Segundo o especialista, ela pode chegar até 2,5 metros de comprimento e não é venenosa.

Homem segura cobra caninana, encontrada no Centro de Domingos Martins
Homem segura cobra caninana, encontrada no Centro de Domingos Martins. Crédito: Leitor de A Gazeta

"Apesar disso e de que provavelmente vai fugir ao encontrar humanos, temos alguns relatos das caninanas serem um pouco agressivas ao serem encurraladas. A mordida pode machucar e até causar uma infecção, se não cuidada corretamente", afirmou, ressaltando que apenas especialistas devem segurá-la.

Doutorando pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), o biólogo também revelou que a caninana é classificada como "não preocupante" na lista da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). A alimentação dela é feita, basicamente, de pequenos animais.

QUE FIM LEVOU A COBRA?

Embora testemunhas tenham dito que a cobra foi levada por membros da Polícia Militar Ambiental, a ocorrência ficou a cargo do Corpo de Bombeiros. Porém, a corporação não atuou de fato porque "depois do primeiro contato, a equipe não conseguiu retornar as ligações para o solicitante". O município também não foi acionado.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.