ASSINE

Após ser solto em Aracruz, Carcará é resgatado novamente em São Mateus

O segundo resgate em um intervalo de 10 dias surpreendeu a equipe da Polícia Militar Ambiental, já que o animal havia sido solto em Aracruz, que fica a quase 150 quilômetros de distância de São Mateus

Colatina / Rede Gazeta
Publicado em 25/06/2021 às 21h13
Animal foi resgatado pela polícia
Animal foi resgatado pela polícia . Crédito: Polícia Militar Ambiental/ Divulgação

Um carcará, que é uma ave de rapina pertencente à fauna silvestre brasileira, foi resgatado duas vezes em um intervalo de 10 dias em São Mateus, no Norte do Espírito Santo. Mas o segundo resgate surpreendeu a equipe da Polícia Militar Ambiental, já que o animal havia sido solto em Aracruz, que fica a quase 150 quilômetros de distância.

Nesta quinta-feira (24), policiais militares receberam informações que a ave estava na região de Barra Seca, interior de São Mateus. Segundo relato dos moradores, o carcará apresentava comportamento dócil, voando e andando livremente pelas ruas do bairro. Os militares foram acionados pois a ave corria risco de ser ferida por algum animal doméstico.

Carcará resgatado pela polícia
Carcará resgatado pela polícia . Crédito: Polícia Militar Ambiental

Após diversas tentativas, a ave foi resgatada pelos militares. “O resgate do animal foi complexo e, praticamente, transcorreu durante todo o dia, tendo em vista que a ave estava em campo aberto e, apesar de dócil, sempre ficava desconfiada quando ocorria a aproximação dos policiais, voando para outros pontos, sendo necessário reiniciar a aproximação”, relatou o Capitão Fabrício Pereira Rocha.

Depois do resgate, o animal foi encaminhado para o Centro de Reintrodução de Animais Selvagens (Cereias), em Aracruz, para os cuidados médicos veterinários. Quando chegou ao local, o militar foi surpreendido ao descobrir que o animal era o mesmo que havia sido resgatado 10 dias antes em São Mateus.

Após o primeiro resgate, a ave foi devolvida para natureza e acabou retornando para seu município de origem. A ação anterior foi realizado em uma residência do balneário de Guriri, no dia 14 de junho. A identificação foi possível  já que o animal tinha uma anilha em uma das garras.

A polícia informou que o animal possuía histórico de ter sido criado irregularmente em cativeiro. Dessa vez, o carcará vai passar mais tempo no centro de reabilitação.

O ANIMAL

De acordo com a Polícia ambiental, o animal também conhecido como Caracará ou Carrancho é uma espécie de ave rapina da família dos falconídeos e ocorre em quase todo o Brasil, podendo ser avistado, inclusive, dentro de centros urbanos. “É um predador por excelência e tem uma dieta muito variada. Se alimenta de carniça, outras aves, répteis e até minhoca. Quando adulto, ele pode chegar aos 60 cm de altura e sua envergadura pode atingir os 123 cm”, informou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Aracruz Meio Ambiente São Mateus Polícia Militar Mundo Animal aracruz são mateus ES Norte Polícia Ambiental

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.