ASSINE

Espiral - O Legado de Jogos Mortais: Chris Rock sugeriu a ideia para o filme

"Tem todos os elementos que os fãs adoram", diz diretor sobre o longa que estreia nesta quinta-feira

Publicado em 17/06/2021 às 11h44
Filme
Chris Rock em cena de "Espiral - O Legado de Jogos Mortais". Crédito: Brooke Palmer/Divulgação
  • Jânio Nazareth

    É jornalista, direto de Los Angeles

A espera acabou. "Espiral - O Legado de Jogos Mortais" chega nesta quinta-feira (17) aos cinemas de todo o Brasil matando as saudades dos fãs da franquia. O nono filme da série, que já ensaiou o fim por duas vezes, traz o astro do humor Chris Rock como protagonista do thriller.

O próprio comediante sugeriu a ideia para o filme. O co-produtor Mark Burg conta que do primeiro encontro à finalização do filme, tudo aconteceu rápido. "Recebi um recado para ligar para o Chris (Rock). Liguei para ele e nos encontramos seis semanas depois com o co-produtor Oren Koules. O Chris começou a falar sobre algumas ideias. Um ano depois, aqui estamos", detalha Burg.

O Josh Stolberg e o Pete Goldfinger escreveram o roteiro. Segundo os produtores, Chris (Rock) ajudou no desenvolvimento dos diálogos. Eles falam que ninguém melhor para escrever o personagem para o Chris Rock do que o próprio ator.

"Eu cresci assistindo os especiais do Chris Rock. Na minha opinião, ele é um dos maiores comediantes de todos os tempos. Quando ouvi que ele ia fazer um filme da franquia 'Jogos Mortais', fiquei muito entusiasmado", conta Mark.

Josh Stolberg comenta que desenvolver o filme com o astro é a realização de um sonho. "Ele é um gigante da comédia. Também ouvi o quanto ele adora filmes de terror. Pensei, se ele é tão bom em um gênero, ele também pode ser muito bom em outro gênero. E ele provou isso. É um grande fã de filmes de terror, então tivemos muito bom relacionamento porque escrevo estórias de terror há 20 anos. É o amor da minha vida. Ter essa conexão com ele foi especial, muito divertido desenvolver este filme com ele", detalha o produtor.

ATOR É FÃ DA FRANQUIA

Com tantos detalhes, fica claro que as pessoas vão ver um lado novo de Chris Rock, mas sem deixar de fazer o público rir. "A primeira surpresa é que ele não faz um papel cômico. Ele faz um personagem bastante sério. O Chris Rock já interpretou policiais antes na franquia 'Máquina Mortífera', mas aqui ele faz um personagem bastante sério e dramático. Eu acho que ele vai surpreender muita gente com a sua interpretação. Para aqueles que gostam do comediante, tem algumas piadas no filme, mas é um filme sério, ele realiza uma interpretação séria e acho que faz um ótimo trabalho", enaltece o diretor Darren Lynn Bousman.

Filme
Filme "Espiral - O Legado de Jogos Mortais". Crédito: Brooke Palmer/Divulgação

Ele diz que o trabalho com o ator foi fascinante, pois o astro conhece a franquia em todas as minúcias. "O Chris Rock é fã de Jogos Mortais. É engraçado porque quando as pessoas me falam isso, eu imagino se elas realmente já viram o filme. O Chris já viu, porque às vezes ele se refere a uma cena específica dizendo, isso aconteceu no 'Jogos Mortais 3', no segundo ato. Quando vou conferir, vejo que ele tem razão. Ele conhece bem", conta Bousman.

CHRIS ROCK FALA DE SUA EXPERIÊNCIA NOS BASTIDORES

HISTÓRIA

A nona produção traz o detetive "Ezekiel "Zeke" Banks (Chris Rock), trabalhando à sombra de um respeitado veterano da polícia (Samuel L. Jackson), e seu parceiro novato (Max Minghella) numa investigação sobre assassinatos que assombram a cidade. Quando menos se espera, Zeke se encontra no centro de um mórbido jogo do assassino.

"O detetive, interpretado por Chris Rock é isolado pela categoria, porque ele se voltou contra um policial corrupto. Ao longo do nosso filme, ele enfrenta esse novo assassino. E esse novo assassino tem muita semelhança com o Jigsaw, o assassino original (da franquia)", explica Darren Lynn Bousman.

"O caso para ele é pessoal. O melhor amigo do detetive foi a primeira vítima do assassino. Ele começa a seguir as pistas, nota as semelhanças entre o que aconteceu agora e o que aconteceu no passado. Ele percebe que este novo assassino está atacando policiais e o pai dele pode estar envolvido", completa.

MUDANÇAS E EXPECTATIVAS

O diretor conta que este filme é muito diferente dos anteriores. "Quando me chamaram para fazer o 'Jogos Mortais 2', a primeira coisa que falei para os produtores foi: 'Eu tenho que fazer algo diferente do que o 'Jogos Mortais' fez. O primeiro filme funcionou, eu não quero copiar o James Wan, eu vou fazer uma homenagem, usar a mesma paleta de cores e tal, mas vou fazer algo diferente. Eu fiz três filmes bem semelhantes, na maneira como foram filmados, como foram editados. Agora, voltando para fazer Jogos Mortais 9, eu falei, tenho que fazer algo completamente diferente de tudo que eu fiz antes. Eu me refiro à maneira de filmar, minha abordagem com os atores, a maneira de fazer armadilhas, tudo é diferente".

Filme
Filme "Espiral - O Legado de Jogos Mortais". Crédito: Brooke Palmer/Divulgação

Os críticos americanos deram nota 10 para a ideia de reviver e tentar algo novo com a franquia, mas não gostaram do resultado. Darren espera que a repercussão seja diferente com os fãs.

"Espero que o filme seja bem recebido. Sinto que os fãs estavam com saudades e estamos de volta. É um filme original, mas tem todos os elementos que os fãs adoram na franquia Jogos Mortais. Este filme não é somente uma sequência da franquia. É algo novo, diferente, mas também tem tudo que você adora nos filmes originais. Espero que os fãs curtam as pistas, as reviravoltas, as armadilhas, embarquem nessa viagem conosco porque eu acho que é muito louca".

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cinema Cultura Famosos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.