PF publica edital de concurso com 1,5 mil vagas e salário até R$ 23 mil

Oportunidades são para os cargos de agente, papiloscopista, escrivão e delegado de Polícia Federal. Inscrições poderão ser feitas de 22 de janeiro a 9 de fevereiro

Publicado em 15/01/2021 às 09h20
Atualizado em 15/01/2021 às 13h01
Operação da Polícia Federal
Carros da Polícia Federal: concurso. Crédito: Polícia Federal/ Divulgação

Fim da espera. A Polícia Federal publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira (15) o edital de abertura do concurso público com 1.500 vagas. Todas as oportunidades são destinadas a candidatos que têm formação de nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 23.692,73.

As inscrições poderão ser feitas das 10 horas do dia 22 de janeiro até as 18 horas de 9 de fevereiro, no site do Cebraspe. As taxas serão de R$ 180 para os cargos de agente, escrivão e papiloscopista e R$ 250 para delegado, com pagamento da taxa podendo ser feito até o dia 3 de março.

A autorização para as contratações foi concedida pelo Ministério da Economia em dezembro. O presidente Jair Bolsonaro já havia falado da liberação do certame diversas vezes. Segundo o chefe do Poder Executivo, seriam 2 mil oportunidades. A expectativa é de que sejam chamados, além dos 1.500 aprovados, mais 500 candidatos.

CARGOS DO CONCURSO DA PF

As oportunidades serão para os seguintes cargos: 

  • Agente: 893 vagas
  • Delegado: 123 vagas
  • Escrivão: 400 vagas
  • Papiloscopista: 84vagas

As remunerações iniciais são de R$ 12.522,50 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 23.692,74 para delegado, todos com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

COMO VAI FUNCIONAR

Para participar do certame, os candidatos devem ter, além do nível superior, carteira de habilitação a partir da categoria "B" e, no caso de delegado, pelo menos três anos de atividade policial ou jurídica.

A aplicação das provas objetivas e discursivas do concurso da PF estão marcadas para ocorrer no dia 21 de março. O certame também vai contar com exames de aptidão física, avaliação médica, avaliação oral para o cargo de delegado, prova prática de digitação para o cargo de escrivão, análise de títulos para delegado, avaliação psicológica e curso de formação profissional.

Para os cargos de papiloscopista, agente e escrivão, as provas objetivas e dissertativas terão duração de 4h30, realizadas no período da tarde. Somente para delegado, a parte objetiva terá duração de 3h30 no período da manhã e a dissertativa terá cinco horas de duração, no período da tarde.

A prova objetiva contará com três blocos para os cargos de agente, escrivão e papiloscopista. Serão 60 questões no bloco I, 36 no II e 24 no III, além da prova dissertativa, com até 30 linhas. Já o exame objetivo para delegado terá 120 questões e a dissertativa, com três questões e uma peça profissional.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.