ASSINE
Jornalista de A Gazeta desde 2008 e colunista de Política desde 2015. Publica aqui, diariamente, informações e análises sobre os bastidores do poder no Espírito Santo

Servidores fazem outdoor para Erick Musso e o comparam ao rei Davi

Sindilegis paga quase R$ 2 mil para prestar homenagem ao presidente da Assembleia e ao deputado Enivaldo dos Anjos. Presidente do sindicato confirma apoio à gestão de Erick (já tratado como "ungido por Deus" em mensagem da entidade)

Publicado em 07/01/2020 às 19h51
Outdoor do Sindilegis em homenagem a Erick Musso e Enivaldo dos Anjos. Crédito: Sindilegis
Outdoor do Sindilegis em homenagem a Erick Musso e Enivaldo dos Anjos. Crédito: Sindilegis

Se depender dos representantes dos servidores da Assembleia Legislativa, o deputado Erick Musso (Republicanos) permanecerá na presidência da Casa por mais um bom tempo. Extremamente satisfeito com a gestão de Erick Musso, o Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa e Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (Sindilegis-ES) pagou por um outdoor, na esquina do prédio da Assembleia, na Enseada do Suá, para agradecer ao presidente pelas “conquistas alcançadas” pelos servidores ao longo de sua administração.

O outdoor exibe uma foto de Erick com o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD), presidente do Fórum de Servidores da Assembleia. O texto traz um grande “obrigado” para cada um dos dois, estendido para “todos os deputados e deputadas”. Em destaque, a palavra “gratidão”.

Acima do outdoor do Sindilegis, há outro, bem intrigante, com o dizer: “Deus é Deus”. Nada a ver com o sindicato nem com Erick. Mas, aparentemente, o Sindilegis acredita que o presidente pode mesmo ser comparado com outro personagem bíblico.

"Deus é Deus". Crédito: Leitor

COMPARAÇÃO COM O REI DAVI

Erick Musso chegou à presidência da Assembleia aos 29 anos, em fevereiro de 2017, e ficará no cargo, pelo menos, até fevereiro de 2021.

No fim de novembro, em eleição antecipada em mais de 400 dias, o presidente garantiu sua permanência no cargo por um terceiro biênio seguido, até fevereiro de 2023. A eleição acabou suspensa pela Justiça, após desistência da chapa encabeçada por Erick. Antes, porém, o Sindilegis disparou em grupos de WhatsApp uma mensagem parabenizando Erick “pela reeleição para o biênio 2021-2023, porque o trabalho que dá certo não pode parar!”.

A mensagem continha uma citação bíblica, extraída de Salmos 89:20-21: “Encontrei o meu servo Davi; ungi-o com meu óleo sagrado. A minha mão o sustentará, e o meu braço o fará forte”. Ao fundo, uma foto do próprio Erick juntando as mãos (em gesto de comemoração ou oração). Em outras palavras, o Sindilegis praticamente comparou Erick Musso ao rei Davi.

Mensagem do Sindilegis comparando Erick Musso ao rei Davi. Crédito: Leitor
Mensagem do Sindilegis comparando Erick Musso ao rei Davi. Crédito: Leitor

A mensagem também dizia que, “nos últimos anos, a Assembleia Legislativa do Espírito Santo mostrou que, com planejamento, espírito de equipe e, sobretudo, boa liderança, é possível alcançar patamares até então inimagináveis”.

Em conversa com a coluna, o presidente do Sindilegis, Gildo Gomes, confirmou o apoio à gestão de Erick: “Apoiamos a gestão do presidente Erick Musso. Apoiamos a gestão do presidente do Fórum dos Servidores, Enivaldo dos Anjos. E apoiamos os 30 deputados. É um conceito novo que foi implantado na Assembleia. Seis de janeiro é o dia de Reis Magos, mas é também o dia para você demonstrar gratidão. E nós, diante do que está acontecendo, somos muitos gratos à gestão Erick Musso, ao Enivaldo dos Anjos e aos demais deputados”.

“CAMPANHA DE GRATIDÃO”

Segundo Gildo Gomes, o outdoor será exibido por 15 dias e sua veiculação custou R$ 1,9 mil, pagos com recursos do caixa do sindicato. A peça é parte de uma “campanha de gratidão” que a entidade promoverá durante o mês de janeiro, a qual também incluirá banners dentro do edifício da Assembleia e vídeos divulgados nas redes sociais do Sindilegis.

Entre as aludidas “conquistas alcançadas” pela categoria, Gomes destaca a própria criação do Fórum dos Servidores da Assembleia, presidido por Enivaldo dos Anjos. “É o maior avanço na administração pública do país, na relação entre servidores e seus gestores”, exagera.

O fórum foi criado pelo próprio Enivaldo entre 2015 e 2016, na última presidência do deputado Theodorico Ferraço (DEM), quando Enivaldo era o 1º secretário da Mesa Diretora.

Realizadas a cada dois meses, as reuniões do Fórum ocorrem dentro do plenário da Assembleia. Normalmente, são conduzidas pelo próprio Enivaldo, mas às vezes por Erick Musso. A mesa das reuniões também é composta pelo representante do Sindilegis e pelos diretores da Assembleia. “É onde o servidor da Assembleia passa a ter voz. O sindicato tem voz coletiva. Eu falo pelos servidores e depois também é aberta a palavra para os servidores manifestarem suas demandas pessoais”, explica Gomes.

Se os pleitos da categoria têm sido atendidos a contento? O presidente do sindicato responde: “Em 2017, no primeiro ano de Erick na presidência, tínhamos pedido 16 itens. Ele cumpriu 28”. Pois é.

AS "CONQUISTAS ALCANÇADAS"

Ele exemplifica: “Tinha carreira extinta que conseguimos fazer voltar: a do técnico júnior, de ensino fundamental. A carreira foi recriada na gestão Erick Musso. Além disso, descobrimos que havia cerca de 1,3 mil processos parados junto à administração da Assembleia. Processos de anos, relativos a direitos trabalhistas, que não andavam. Isso acabou. Agora a tramitação dos processos está normal. A gente não tem mais pendência”.

Ainda segundo Gomes, a questão salarial não é o item prioritário nas discussões do Fórum dos Servidores. “No Fórum nunca foi discutida a questão salarial. Discutimos direitos que estão parados, incentivos para que você se dedique mais à sua carreira. Por incrível que pareça, ninguém nunca pediu aumento.”

O que tem aumentado, pelo jeito, é a adoração do sindicato ao presidente da Assembleia.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Erick Musso Enivaldo dos Anjos assembleia legislativa

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.