ASSINE
Jornalista de A Gazeta desde 2008 e colunista de Política desde 2015. Publica diariamente informações e análises sobre os bastidores do poder no Espírito Santo

PTB abandona Max Filho em Vila Velha e Magalhães em Guarapari

E mais: Ricardo Santos à frente do plano de governo de Max; Possível flerte do PTB com Von em Guarapari; A chapa de Wylis Lyra em Viana; Bate-boca virtual de Meneguelli com adversária eleitoral em Colatina; a maratona eleitoral da vice-governadora pelo interior

Publicado em 12/09/2020 às 06h02
Atualizado em 12/09/2020 às 09h52
Max Filho na correria para fechar a sua coligação
Max Filho na correria para fechar a sua coligação. Crédito: Amarildo

É oficial: a partir da resolução baixada pelo presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, o partido não mais apoiará a reeleição do prefeito Max Filho (PSDB) em Vila Velha. O apoio tinha sido amarrado pelo presidente municipal do PTB, Toninho Magalhães, vítima da Covid-19 no último dia 4. Mas a resolução de Jefferson proíbe expressamente que o partido se coligue com o PSDB de Max nas eleições municipais.

Filha e herdeira política de Toninho, Mariana Magalhães assumiu a presidência do PTB em Vila Velha. E afirma: agora, na disputa pela prefeitura, o PTB pode ficar neutro ou até lançar um militar da ativa ao cargo de prefeito (há dois nomes cotados), mas com certeza não irá com Max Filho: “O veto referente à coligação com o PSDB será respeitado. Quanto à majoritária, ainda estamos em definição, com possibilidade de lançarmos um candidato próprio que, caso se confirme, será um militar. Mas nossos pré-candidatos ficarão à vontade para apoiar o Max”.

SOLUÇÃO SALOMÔNICA

A última ressalva é importantíssima: Max perde os anéis, mas não os dedos. O prefeito ajudou o PTB canela-verde a montar sua chapa para a Câmara, que está cheia de antigos aliados dele na cidade. Agora, mesmo com o PTB fora da coligação de Max, esses candidatos a vereador poderão fazer campanha com e para ele na cidade. É rigorosamente a mesma situação do deputado estadual Fabrício Gandini, pré-candidato a prefeito de Vitória.

PLANO DE GOVERNO

O coordenador do plano de governo de Max é o secretário de Planejamento e Projetos Estratégicos de Vila Velha, Ricardo Santos (PSDB), ex-presidente do partido no Estado.

DISPUTA ENTRE DIRIGENTES

Também candidato a prefeito de Vila Velha, o vereador Arnaldinho Borgo (Podemos) agora tem dois candidatos ao posto de vice em sua chapa: o presidente do SDD na cidade, Victor Linhalis, e o presidente estadual do PTC, Adriano Rocha.

PTB NÃO IRÁ COM MAGALHÃES

Também como efeito colateral da ordem vertical de Jefferson, o PTB não mais apoiará a reeleição de Edson Magalhães (PSDB) em Guarapari. O presidente municipal do PTB é o vereador Wendel Lima, aliadíssimo do prefeito. Tanto que era fortemente cotado para ser o vice na chapa de Magalhães. Agora, ele mesmo assegura: “O PTB vai seguir criteriosamente a resolução nacional. Estamos conversando com a direção estadual do partido e decidiremos juntos, mas não estaremos com o prefeito”.

VÃO DE VON?

Ainda em Guarapari, há especulações de que esse “reconfigurado PTB” pode se aliar ao deputado Carlos Von, que, embora filiado ao Avante, é um pré-candidato à prefeitura de direita e bastante próximo a aliados de Bolsonaro no Estado, como o também deputado Capitão Assumção (Patriota) e o ex-deputado Carlos Manato (sem partido). Wendel Lima nega: “Nunca falei de eleição com Von”.

PV COM LYRA EM VIANA

Em Viana, o inspetor da PRF Wylis Lyra (MDB), pré-candidato a prefeito em bloco não alinhado ao do prefeito Gilson Daniel (Podemos), já reúne o apoio de sete outras siglas: PV, PTB, Cidadania, PL, SDD, PCdoB e PMB. O PV e o PTB querem emplacar o vice de Lyra, respectivamente, com a advogada Luzinete Deolindo e com o ex-prefeito Demósthenes de Carvalho. Vantagem para a primeira.

PALACIANOS DIVIDIDOS

Em Viana, de maneira bem atípica, as forças vinculadas ao governo Casagrande ficaram todas divididas. O PSB do governador e o Podemos do prefeito Gilson Daniel se uniram na chapa da situação, que tem Wanderson Bueno (Podemos) na cabeça e Fábio Dias (PSB) na vice. O PP, que comanda a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano, tem candidato próprio, na oposição a Gilson: o vereador Cabo Max. E agora o candidato do MDB ganha a adesão do PV, cujo presidente estadual, Fabrício Machado, é secretário estadual de Meio Ambiente.

TABELINHA DO PDT COM O CIDADANIA

Na noite desta sexta-feira (11), o PDT de Sérgio Vidigal anunciou apoio ao deputado estadual Fabrício Gandini na eleição a prefeito de Vitória, durante a convenção do partido na Capital. Neste sábado (12), será a vez de o Cidadania retribuir, anunciando, em sua convenção na Serra, o apoio da sigla ao retorno de Vidigal à prefeitura do município já governado por ele por três mandatos. O acordo já está selado. Vidigal e Gandini são presidentes regionais, respectivamente, do PDT e do Cidadania.

GUERRA DE POSTS EM COLATINA

Em Colatina, o prefeito Sérgio Meneguelli (Republicanos) tem discutido e rebatido pessoalmente postagens críticas à sua administração feitas pela professora Maricelis Caetano, pré-candidata a prefeita pelo Cidadania.

MORAES ATÉ AS GERAIS

Cumprindo o que disse à coluna no dia 21 de agosto que faria, a vice-governadora Jaqueline Moraes está percorrendo o Estado inteiro, antes mesmo da largada oficial da campanha, como cabo eleitoral do PSB para ajudar a eleger aliados do partido e do Palácio Anchieta em cidades do interior. O ritmo é frenético. Só entre quarta e sexta-feira, ela passou por nada menos que 14 municípios nas regiões Norte e Noroeste. Foi até Ecoporanga, divisa com Minas Gerais.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.