ASSINE
Crítico de cinema e colunista de cultura de A Gazeta

Com "Coringa" nos cinemas, confira algumas HQs imperdíveis do vilão

Algumas escolhas são óbvias e clássicas, mas outras são de revistas recentes para quem quer conhecer mais o Coringa e suas diversas faces nos quadrinhos

Publicado em 04/10/2019 às 01h29

O "Coringa" de Joaquin Phoenix e Todd Phillips está entre nós. O filme traz uma nova abordagem ao personagem criado por  Jerry Robinson, Bill Finger e Bob Kane e visto pela primeira vez em "Batman #1", de abril de 1940, e devolve dignidade ao vilão após a constrangedora encarnação de Jared Leto no constrangedor "Esquadrão Suicida" (2016), de David Ayer. Uma das coisas mais legais do personagem é o fato de ele não ter uma origem oficial, ou seja, criadores podem brincar com ele à vontade.

O filme de Phillips tem algumas inspirações cinematográficas que se destacam: "Taxi Driver" (1976) e "O Rei da Comédia" (1983), de Martin Scorsese; "Um dia de Cão" (1975) e "Rede de Intrigas" (1975), ambos de Sidney Lumet. Em comum, todos são filmes com personagens comuns levados a situações do limite psicológico. Essa influência não deixa de ser uma retroalimentação, visto que uma das principais influências para seu nascimento [e o personagem Gwynplaine, do filme "O Homem Que Ri" (1928), baseado na obra de Vitor Hugo.

Mas é claro que para entender o Coringa as referências cinematográficas talvez não sejam suficientes. Por isso listei cinco histórias em quadrinhos em que o personagem mostra um pouco de sua personalidade sádica e única. Confira.

  1. A Gazeta - xlf0pjqy8
    01

    A Piada Mortal

    Lançada em 1988 e considerada por muitos a HQ definitiva do Coringa, "A Piada Mortal", de Alan Moore e Brian Bolland,  mostra o personagem antes de se tornar um vilão; um comediante fracassado que é "levado" ao crime. É também a história que mostra um lado mais sádico e cruel do personagem, que comete atrocidades com a família Gordon e não mais é retratado como um vilão bobo e "divertido".

  2. A Gazeta - 8hr1c0xrrff
    02

    Morte em Família

    Uma das HQs mais cruéis protagonizadas pelo Coringa. Jason Todd, que assumiu o posto de Robin quando Dick Grayson se tornou o Asa Noturna, foi assassinado com um pé de cabra pelo vilão após ser capturado e torturado. O mais curioso: sua morte foi escolhida por enquete com leitores. Uma das mais importantes histórias do Coringa com o Batman, uma trama que ecoou por muitos anos no universo do personagem.

  3. A Gazeta - 5va0uc
    03

    Asilo Arkham

    Escrita pelo genial Grant Morrison e ilustrada de maneira perturbadora por Dave McKean, "Asilo Arkham" não tem o Coringa como protagonista, mas abre as portas do hospício mais famoso dos quadrinhos. Batman enfrenta seus demônios pessoais por lá, além, claro, de muitos vilões. A versão do Coringa criada por Morrison e McKean é uma das mais macabras já feitas.

  4. A Gazeta - qhamwp7
    04

    Coringa

    Em 2008, Brian Azzarello ("100 Balas") e o desenhista Lee Bermejo lançaram "O Coringa", uma HQ diretamente conectada com "Batman: O Cavaleiro das Trevas", de Christopher Nolan, lançado no mesmo ano. O visual do personagem (e a cicatriz) remetem diretamente à versão de Heath Ledger para o Coringa. Na trama, ele é misteriosamente liberado de Arkham e decide retomar seu espaço em Gotham. Uma carnificina contada pelos olhares de um dos capangas do vilão.

  5. A Gazeta - 9qs3lmm6r
    05

    O Príncipe Encantado das Trevas

    O italiano Enrico Marini escreve e ilustra essa graphic novel em dois volumes. Lançada em 2017 e concluída em 2018, a HQ traz em cada um de seus volumes uma visão diferente para o sequestro de uma criança. Mostra um Coringa mais manipulador e menos impulsivo. Destaque para arte de Marini, que já faz valer o valor desembolsado nas revistas.

  6. A Gazeta - lx0xo6
    06

    O Cavaleiro das Trevas

    O clássico de Frank Miller e Klaus Johnson é a história definitiva do Batman. Contudo, ela tem uma visão interessante sobre o Coringa e sua relação com o Homem-Morcego. Quando o herói se aposenta, o vilão não sabe o que fazer, passa seus dias catatônico, sentado em uma cadeira. Quando Batman volta à ativa, o Coringa se vê vivo novamente, pronto para voltar a tocar o terror em Gotham. Clássico.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.