ASSINE
O jornalista e relações públicas Leandro Neves traz as novidades do mercado publicitário, com cases e tendências que se destacam no cenário capixaba e nacional

Selo "Made in ES": profissionais contam como marca foi construída

“Projeto Made In ES” foi lançado pela Rede Gazeta na última quinta-feira (16), com o propósito de formar um movimento de valorização das empresas em solo capixaba

Vitória
Publicado em 18/09/2021 às 17h58
Selo
Selo "Made in ES". Crédito: Divulgação

Como desenvolver um símbolo, uma identidade visual e um conceito que identifica tudo que é feito no Espírito Santo? Este foi o desafio encarado pela Lifebrand e pela Prósper Comunicação para dar vida ao “Made in ES”, projeto lançado pela Rede Gazeta na última quinta-feira (16) com o propósito de formar um movimento de valorização das empresas do Estado, de todos os portes e segmentos. A iniciativa conta com apoio do governo do Estado e do Banestes.

Em breve, as empresas que operam no Espírito Santo poderão utilizar o selo Made In ES, que atesta a qualidade e a origem capixaba de seus produtos e serviços. A estampa poderá ser usada por negócios desde que atendam a certos parâmetros.

Logomarca

A logo do projeto foi criado pela Lifebrand. Os sócios Igor Franzotti, diretor de criação, e Hugo Mansur, diretor de estratégia e relacionamento, dizem que o desafio foi desenvolver um símbolo que o capixaba pudesse olhar em um produto e se identificar. Para conseguir esse efeito, os especialistas chegaram a três pilares: união, amor e orgulho. O primeiro é representado pelos traços de uma trama, o segundo pelo formato que lembra um coração e o terceiro pelas cores da bandeira do Espírito Santo, azul e rosa.

Logo do Made in ES
Logo do Made in ES. Crédito: Divulgação

“O desenho do coração traz a ideia daquilo que é feito com cuidado e carinho. Foi uma forma que encontramos de enaltecer a dedicação e a qualidade com que os empresários capixabas constroem seus serviços e produtos”, explica Franzotti e acrescenta: “Já a trama fortalece o conceito de união. A gente pode entender uma trama como fios que quando estão juntos, entrelaçados, se tornam mais fortes. Eles ganham um senso de unidade e conseguem mais resultados”, afirma.

Os diretores da Lifebrand Hugo Mansur, de Estratégia e Relacionamento, e Igor Franzotti, de Criação
Os diretores da Lifebrand Hugo Mansur, de Estratégia e Relacionamento, e Igor Franzotti, de Criação. Crédito: divulgação

Igor revela que, ao todo, três pessoas se envolveram no processo criativo do selo e que o projeto ficou pronto em 10 dias. “Foi tudo rápido porque estava muito claro o que precisava ser feito. A Rede Gazeta veio com um briefing direto e lúcido, sabiam o que queriam: valorizar a produção capixaba. A nossa paixão é construir marcas e temos certeza de que esta terá um desdobramento enorme, tanto na economia como na cultura”.

Hugo Mansur reforça: "A Rede Gazeta vem colocando o capixaba no centro e construindo em torno dele, valorizando o que ele faz, valorizando o que é o capixaba. Nós sabemos a importância disso e ficamos felizes por fazer parte dessa história”. De acordo com o diretor de estratégia e relacionamento, a expressão "Made in ES" é informativa, posiciona, mostra, em linguagem internacional, a origem do produto e da empresa, e surge para transformar.

Made in ES
Lançamento do do movimento Made In ES no Palácio Anchieta. Crédito: Carlos Alberto Silva

Conceito e identidade visual

O desafio da Prósper foi desenvolver o conceito e identidade visual do projeto. De acordo com o diretor-geral da agência, Fernando Lisboa, após o recebimento do briefing e da logomarca, a equipe foi se inspirar em alguns conceitos ligados à pertencimento, inclusão e imersão. Para ele, ficou claro que era preciso se apropriar disso para além das gírias, para além dos ícones tradicionais do Estado, das frases, até por ser um projeto business. O caminho, segundo Fernando, foi encontrar algo que fizesse sentido para indústria, serviço, agronegócio e comércio , independente do tamanho.

“E aí nos veio a sonoridade do ES. O conceito ´Esse é nosso´, que reafirma esse sentimento, orgulho de dizer que é feito aqui, é daqui, nos chamou atenção. Aquele conceito que é óbvio, mas que funciona muito bem. Então foi criado o ´Made in Es, esse é nosso´. Uma forma de valorizar, de pertencer, de agregar, de se fazer parte e de conseguir congregar tudo o que é nosso”, conta o diretor-geral da Prósper.

Já o processo de construção da identidade visual da campanha, de acordo com Fernando, foi embasado na ideia de criar movimento e ritmo às peças, já que o “esse é nosso” por si só já é ritmado, sonoro.

“Então os letterings, iconografias e elementos visuais de maneira geral se baseiam nisso. A gente se inspirou muito em imagens que remetem aos segmentos, produtos e serviços, mas que tivessem apelo visual de imagens conceito, que chamassem atenção, que mostrassem  como um navio passando é bonito, uma indústria, uma máquina operando, o detalhe disso é bonito”, conta Fernando.

Made in ES
O diretor de Mercado da Rede Gazeta, Márcio Chagas,  e a jornalista Tati Braga durante o lançamento do do movimento Made In ES no Palácio Anchieta. Crédito: Carlos Alberto Silva

Programa na TV

Além de peças de redes sociais, mídia display, spots de rádio e VTs, o projeto conta inicialmente com dois programas de TV, sempre aos sábados após o Jornal Hoje, na TV Gazeta. O primeiro estreou hoje (18) e o segundo irá ao ar na semana que vem (25). A apresentação é da jornalista e ex-apresentadora do Bom Dia Espírito Santo, Tati Braga.

Mariana Perini, gerente do Estúdio Gazeta, revela que inicialmente o projeto era de um programa on-line, mas que o conteúdo foi tão bem aceito que ganhou outra dimensão.

“A ideia era fazer um overview de tudo o que temos de melhor no Estado. E foi o que aconteceu. O resultado agradou tanto que o programa que era para ser veiculado na internet foi parar na grade da Globo. Aliás, não mais um programa, serão dois! Mais uma vez estamos muito felizes com o resultado desse novo trabalho que, se Deus quiser, terá vida longa.”, finaliza Perini.

Websérie mostra projetos sociais desenvolvidos ao longo da Ferrovia Vitória-Minas

A Vale lançou a segunda etapa da websérie “Trilhando Juntos um Novo Amanhã”, desenvolvida pela Fire Marketing e Comunicação em parceria com a Smoke Films . O material apresenta projetos que a Vale desenvolve com as comunidades ao longo da Estrada de Ferro Vitória a Minas, em municípios como Governador Valadares, Coronel Fabriciano, Timóteo, Antônio Dias e Resplendor, em Minas Gerais. São sete episódios que abordam ações nas áreas da saúde, educação, geração de renda, entre outras.

Usuários de apps de mensagem chegarão a 3 bilhõe em 2021

Pesquisa eMarketer sobre uso global de aplicativos de mensagem revela que até o fim deste ano 3,09 bilhões de pessoas serão usuárias diárias desse tipo app; aumento de 6,1% em relação ao ano passado. A previsão é que em 2025 esse público ultrapassará a marca de 3,5 bilhões.

Segundo o estudo, o WhatsApp e o Messenger, ambos do Facebook, são os mais utilizados no Ocidente; enquanto WeChat, LINE e KakaoTalk são os principais players na China, Japão e Coreia do Sul, respectivamente. Além disso, após o anúncio do WhatsApp com novos termos de privacidade no início de 2021, o crescimento de usuários em aplicativos alternativos como Signal e Telegram aumentou. Entretanto, esse crescimento se normalizou desde então, exceto na Rússia, onde o Telegram continua a crescer.

Celular com vários apps, com destaque para o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp
Celular com vários apps, com destaque para o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp. Crédito: imagem de HeikoAL por Pixabay

“O suporte ao cliente é o caso de uso nº 1 para profissionais de marketing que usam aplicativos de mensagens, especialmente aqueles em viagens e turismo. Os profissionais de marketing das indústrias de produtos de saúde e de consumo também estão fazendo incursões em aplicativos de mensagens, além de ou como um substituto para o chat ao vivo e suporte a call center.”, revela o relatório divulgado pela eMarketer.

Vagas

A Enjoy Inteligência Digital está com uma vaga de analista de mídia de performance em aberto. A função principal do cargo é a gestão ativa de mídia de performance dos clientes da agência.

“É importante que esse analista seja fissurado em otimizar campanhas e analisar resultados, que goste de testar ferramentas e processos que ajudem no dia a dia e nos resultados dos clientes. Tem que ser bastante organizado com suas próprias demandas, e se relacionar muito bem tanto com equipe interna (pra brifar criação em relação а peças) como externa, sendo responsável pela criação dos relatórios mensais e, quando necessário, apresentação desses resultados para os clientes.”, descreve a Enjoy.

Para saber mais, clique aqui.

Participe você também!

Às quintas-feiras (excepcionalmente aos finais de semana), a coluna Pelo Mercado traz informações sobre o que está acontecendo no universo de comunicação e marketing do Espírito Santo e do mundo. Tendências de mercado, pesquisas, comportamento de consumo, campanhas, cases, vagas de emprego na área e movimentações nas agências capixabas; tudo isso construído com um olhar voltado para nosso Estado, dando voz e valorizando todos os profissionais que constroem diariamente nosso mercado.

Este vídeo pode te interessar

Se você quiser participar enviando sua sugestão de pauta, crítica ou comentário sobre a coluna, entre contato com a gente pelo e-mail: [email protected]

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.