É bacharel em Filosofia. Com um olhar sempre atento para as ruas, reflete sobre as perspectivas de cidadania diante dos problemas mais visíveis da Grande Vitória

Os pedestres são invisíveis nas ruas das cidades do ES

Quando se fala em planejamento urbano, todos os segmentos apresentam-se bem representados, mas o mais nobre dos participantes inexiste e não se faz presente. Quem anda a pé, o pedestre, quase não é ouvido

Publicado em 23/02/2021 às 02h00
Atualizado em 23/02/2021 às 02h06

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.