É publicitário e cronista. Neste espaço, aos domingos, dedica-se a crônicas que dialogam com a memória recente do Espírito Santo, da cultura à política, sem deixar de alfinetar os acontecimentos da atualidade locais e nacionais

A penúltima moda não larga do seu pé

Importante notar que, assim como o jambo, expressões populares também são perecíveis. O tempo passa e poucos se dão conta de que muitas expressões idosas já deveriam estar levando netinhas pra passear

Publicado em 05/03/2023 às 00h40