ASSINE
Este é um espaço para falar de Política: notícias, opiniões, bastidores, principalmente do que ocorre no Espírito Santo. A colunista ingressou na Rede Gazeta em 2006, atuou na Rádio CBN Vitória/Gazeta Online e migrou para a editoria de Política de A Gazeta em 2012, em que trabalhou como repórter e editora-adjunta

Disputa na OAB-ES: Rizk registra chapa e responde a adversários

Veja quem são os concorrentes dele. Presidente da Ordem também respondeu se pretende ser candidato a deputado

Vitória
Publicado em 05/10/2021 às 02h04
José Carlos Rizk Filho em caminhada com apoiadores para registrar chapa na disputa pela reeleição
José Carlos Rizk Filho (com o punho levantado, ao centro) em caminhada com apoiadores para registrar chapa na disputa pela reeleição. Crédito: Divulgação

A eleição para o comando da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Espírito Santo (OAB-ES) ocorre somente no dia 18 de novembro e a campanha começou nesta segunda-feira (4). Aliás, como a coluna mostrou, a chapa está quente por lá. Nesta segunda-feira (4), o presidente da OAB-ES, José Carlos Rizk Filho, registrou a chapa "Pra frente OAB" e realizou um evento que, segundo ele, reuniu cerca de 500 pessoas no Alice Vitória Hotel, no Centro.

Até então, ao menos à coluna, Rizk Filho havia optado por não se manifestar como candidato à reeleição, embora toda a advocacia já soubesse dessa intenção.

Ele estava até compartilhando, no WhatsApp (em dias em que o WhatsApp estava funcionando), o convite para o lançamento da "Pra frente OAB" e falando sobre comitê de campanha nas redes sociais.

Além de Rizk Filho, Erica Neves e Alexandre Rossoni estão no páreo. Os dois últimos não poupam críticas à atual administração.

Engana-se quem pensa tratar-se de um nicho restrito. A OAB-ES não apenas representa a classe dos advogados, mas também é, ou deveria ser, uma entidade que defende, por exemplo, a democracia.

E o universo de eleitores não é desprezível. Podem votar todos os advogados que estão em dia com a anuidade paga à Ordem. São 14.510 advogados, de acordo com o Portal da Transparência da entidade. Isso é mais que a população de 29 municípios do Espírito Santo.

No evento da "Pra Frente OAB", Rizk Filho não mencionou adversários, disse que faria uma campanha "sem salto alto", ou seja, com humildade.

O presidente da OAB-ES levou algumas bordoadas, no sentido figurado, que fique registrado, de Erica Neves e Alexandre Rossoni, na coluna publicada no último dia 26.

Agora, após ser questionado pela coluna sobre os apontamentos dos concorrentes, ele responde.

Eles apontaram, por exemplo, que a Ordem está distante dos advogados que trabalham, no dia a dia, com a "barriga no balcão". "Infelizmente, tem gente que teve a oportunidade de fazer, em nove anos, e não fez. A advocacia nunca foi tão bem atendida pela OAB-ES como está sendo, tanto na Grande Vitória quanto no interior", rebateu.

A menção aos "nove anos", sem citar nomes, é um recado aos aliados do ex-presidente da OAB-ES Homero Mafra, que presidiu a entidade pelo período de tempo mencionado.

O atual presidente diz que, a partir desta terça-feira (5), começa a percorrer municípios do Espírito Santo em campanha. Enquanto isso, a vice dele, Anabela Galvão, vai administrar a entidade. Ela também figura como vice na nova chapa. Além dela, a configuração dos postos-chave é a seguinte: secretário-geral Alberto Nemer; secretária-geral adjunta Silvia Hansen; tesoureiro, Anderson Felis.

"Vou prestar contas do que a gente fez e espeerar um resultado bom. Meço 1,96 metro e estou de salto baixo, vou andar o Espírito Santo todo", adiantou.

R$ 14,2 milhões

Foi o valor da receita da OAB-ES em 2020

CONCORRENTES

Erica Neves, que tem o apoio de Homero, diz que também pretende fazer um ato para marcar o lançamento da chapa a ser encabeçada por ela. "Vamos protocolar nossa chapa na semana que vem. Estamos evoluindo em composições com alguns colegas", afirmou.

Ricardo Brum, que disputou contra Rizk Filho no pleito passado, em 2018, deve ocupar o lugar de vice de Erica.

Advogada Erica Neves
Advogada Erica Neves. Crédito: Acervo Pessoal

Alexandre Rossoni disse que não vai fazer "festa" e criticou a iniciativa do atual presidente.

"Não vamos fazer, não vamos usar dinheiro da advocacia para isso. Não tem motivo para comemorar. Nossa estrutura de chapa é feita com patrocínio das pessoas que compõem a chapa. Não se vende cargo. A gente quer saber se essa dinheirama toda vai ser explicada. A advocacia não passa por esse momento (de ter dinheiro)", alfinetou.

Ele também reclamou que a OAB-ES cobra R$ 55 para emitir um documento que comprova que o advogado está em dia com a anuidade.

"Eles cobram R$ 55 para emitir uma certidão negativa, dizendo que você está em dia com a Ordem. Tem que juntar a documentação para inscrever a chapa. Agora até essa certidão é paga. Antes não era. Por que mais um encargo para advocacia? É para impedir que a advocacia participe do processo", apontou Rossoni.

Advogado Alexandre Rossoni
Advogado Alexandre Rossoni. Crédito: Acervo pessoal

Rizk Filho, por sua vez, tem outro argumento para explicar a campanha e ainda lançou uma espécie de trailer com cenas dos próximos capítulos da campanha.

"Sou um cara que sei estruturar uma eleição. Na primeira vez que concorri tive gastos muito pequenos. Sei administrar, me organizo para isso. São gastos oriundos de doações dos menbros da chapa e dentro da lei. Não entendo que seja uma campanha rica, não uso jatinho nem helicóptero", afirmou o presidente da OAB-ES.

Questionado sobre quem usa jatinho ou helicóptero, fez mistério: "No tempo certo vou mostrar a foto".

RIZK CANDIDATO A DEPUTADO?

Mais de uma pessoa procurou a coluna, nos últimos dias, para dizer que Rizk Filho tem planos eleitorais para além da entidade, seria pré-candidato a deputado federal, com o apoio do Palácio Anchieta. Eis a resposta do próprio presidente da OAB-ES:

"Minha mulher me proíbe. O dia que eu me filiar a partido ela me expulsa de casa. Minha vida é a advocacia, sou advogado há 20 anos e não penso em sair. As pessoas inventam coisas. Inventaram desde a eleição anterior que meu sonho era ser desembargador no lugar do meu pai (José Carlos Rizk foi desembargador do Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo). Meu pai se aposentou e não virei desembargador".

O mandato à frente da OAB-ES dura três anos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
josé carlos rizk filho Advocacia OAB-ES Letícia Gonçalves

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.