ASSINE
Colunista de Esportes

Investimento na área esportiva no Estado chegou a pelo menos R$ 25 milhões

Que não seja uma onda que foi surfada pontualmente, mas que novos investimentos possam vir para impulsionar o desenvolvimento do esporte no Espírito Santo

Publicado em 29/12/2019 às 05h00
Atualizado em 29/12/2019 às 05h02
Kleber Andrade tem a melhor média de público da Copa do Mundo Sub-17. Crédito: Vitor Jubini
Kleber Andrade tem a melhor média de público da Copa do Mundo Sub-17. Crédito: Vitor Jubini

Para um Estado carente de grandes atrações na área esportiva, o Espírito Santo recebeu um investimento considerável em 2019. Pelo menos R$ 25 milhões foram anunciados pela Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport) ao longo do ano: R$ 15 milhões para finalizar as obras do Estádio Kleber Andrade, R$ 6 milhões para a construção de um Centro de Excelência para atletas paralímpicos e R$ 4 milhões para programas esportivos. 

Parte desse investimento já deu retorno, como é o caso do Kleber Andrade. Neste ano, o estádio recebeu mais de 160 mil torcedores. Número alavancado pela Copa do Mundo Sub-17, evento que foi um sucesso em terras capixabas. Já o restante do recurso designado para o esporte local vai dar frutos nos próximos anos, quando o centro de treinamento paralímpico ficar pronto para receber atletas e competições.  Dentre os programas esportivos é importante destacar o Bolsa Atleta e o Compete, que oferecem recursos para que os atletas capixabas tenham chance de alcançar bons resultados. O dinheiro da bolsa é fundamental na preparação para as competições importantes.

O fato é que depois de muito tempo deixado de lado, enfim abriram os olhos para uma área que necessita de recursos tanto como forma de lazer para a população, quanto para a formação de futuros campeões. Sem deixar de destacar é claro que eventos de grande porte ainda movimentam a economia e levam a imagem do Estado para o mundo. Que não seja uma onda que foi surfada pontualmente, mas que novos investimentos possam vir para impulsionar o desenvolvimento do esporte no Espírito Santo. 

O capixaba é um apaixonado por esporte e já mostrou que sempre responde bem quando convocado a participar de grandes eventos. Entretanto, ainda sente falta de torcer por suas raízes nas principais competições do país. Afinal, no futebol não temos times na Série A do Campeonato Brasileiro, e no esporte olímpico não temos clubes em algumas das principais ligas do país como o Novo Basquete Brasil e Superliga de Vôlei, por exemplo. Sorte a nossa que temos bons talentos individuais em várias outras modalidades como atletismo, vôlei de praia, boxe, natação, ginástica rítmica e etc. 

Ainda há um longo caminho para fortalecer o esporte do Espírito Santo, mas 2019 mostrou que é possível.

A Gazeta integra o

Saiba mais
futebol futebol capixaba

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.