ASSINE

Aclimatação acelerada e benção dos monges para escalar o Everest

Sem a companhia dos amigos Gustavo e Cesar Saad, Juarez Gustavo segue rumo ao topo do Everest

Publicado em 26/04/2019 às 16h29
Juarez Gustavo já está no Everest . Crédito: Arquivo pessoal
Juarez Gustavo já está no Everest . Crédito: Arquivo pessoal

Olá pessoal, passei os últimos quatro dias no segundo ciclo de aclimatação, desta vez na própria montanha, o Everest.  Antes disso, porém, tivemos uma sequência de treinamento técnico nas geleiras aqui perto e também tivemos a cerimonia Puja, quando um monge budista vem até o acampamento base e pede autorização à montanha e proteção aos escaladores que aqui estamos. Os sherpas (guias) são budistas e levam esta celebração muito a sério. Normalmente eles não sobem o Everest antes do Puja.

noites lá, e depois seguimos para o acampamento 2, e lá ficamos por uma noite, a 6,5 mil metros. Foram dias puxados, tivemos a chance de atravessar uma geleira, que me encantou pelo tamanho, imponência e beleza e de certa forma amedrontadora. neste momento estamos de volta ao acampamento base.

Uma curiosidade desse trecho é de que de fato é muito frio, especialmente à noite e pela manhã. Mas quando sai o sol, porém, nessas altitudes, os efeitos do sol são impressionantes, especialmente no nosso corpo. Sentimos um calor muito grande, mas não podemos nos descuidar em nenhum momento. Isso porque caso o sol desapareça por trás das nuvens, o frio e o vento se intensificam.

Assista um pouco da realidade no Everest

A gente vai tentando entender e se adaptar a essas características do Everest. No mais é muito bonito, estamos cercados de montanhas de 8 mil metros, a vida aqui no acampamento base é de muita rotina, trinamento, há um bom grau de conforto, nos alimentamos bem e nos preparamos. É tudo muito difícil. Agora vamos aguardar para a terceira fase de aclimatação nos próximos dias.

 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.