ASSINE
Bastidores e informações exclusivas e relevantes sobre os negócios e a economia do Espírito Santo

Marcopolo: fábrica de São Mateus atingirá 100% da capacidade pela 1ª vez

Inaugurada em 2014, unidade do Norte do Espírito Santo é a mais moderna da companhia. Confirmada a retomada ela pode até ser ampliada

Publicado em 03/05/2022 às 12h01
MARCOPOLO INVESTE
MARCOPOLO INVESTE. Crédito: Carlos Alberto

Inaugurada em dezembro de 2014, a unidade da Volare (subsidiária da Marcopolo dedicada à fabricação de ônibus leves) enfrentou uma sequência de crises (política, econômica e até uma pandemia...) desde então. De lá para cá, o mercado de ônibus mudou, a frota envelheceu, a Marcopolo se reestruturou (três unidades foram fechadas) e, ao que parece, os resultados começarão a aparecer, pelo menos em terras capixabas.

A companhia, que nesta segunda (02) anunciou os resultados de 2021, tem a expectativa de chegar à capacidade máxima de produção em São Mateus, 20 ônibus por dia, algo que nunca aconteceu, até o final de 2022. Hoje, são fabricadas 16 unidades por dia. "Felizmente estamos num volume crescente e a expectativa é seguir crescendo. Nos últimos anos a frota nacional envelheceu e nós fizemos um ajuste de produção (duas unidades no Rio e um em Caxias do Sul foram fechadas), isso deve permitir a plena ocupação de São Mateus, que é nossa unidade mais moderna, até o final do ano", explicou José Antonio Valiati, diretor de Relações Institucionais da Marcopolo.

A Marcopolo já avalia uma ampliação do parque fabril em São Mateus, mas antes vai aguardar a consistência da retomada. Por conta do aumento de produção, a unidade está com vagas de emprego abertas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.