ASSINE

Polícia Federal vai apurar causas de rompimento de barragem

O objetivo é promover as perícias que poderiam ser impossíveis de fazer posteriormente

Publicado em 26/01/2019 às 11h38
MG - MG/BARRAGEM/RISCO/INUNDA«ES - GERAL - Vista aÈrea do local destruÌdo pelos rejeitos apÛs o rompimento da barragem da mina do   Feijo, situada em Brumadinho, na regio metropolitana de Belo Horizonte (MG), nesta   sexta-feira (25). Segundo o Corpo de Bombeiros, o rompimento ocorreu na altura do km 50   da Rodovia MG-040. Um helicÛptero dos bombeiros sobrevoava a regio em busca de vÌtimas.   Cerca de 200 pessoas esto desaparecidas. Ambulncias, carros de Bombeiros e da Defesa   Civil trabalham no local. Quase trÍs anos depois do rompimento da barragem de Fundo, da   mineradora Samarco (Vale e BHP), em Mariana, Minas Gerais, em novembro de 2015, mais um   desastre ameaÁa o Estado.   25/01/2019 - Foto: MOISÈS SILVA/O TEMPO/ESTADO CONTEDO. Crédito: MOISÈS SILVA
MG - MG/BARRAGEM/RISCO/INUNDA«ES - GERAL - Vista aÈrea do local destruÌdo pelos rejeitos apÛs o rompimento da barragem da mina do Feijo, situada em Brumadinho, na regio metropolitana de Belo Horizonte (MG), nesta sexta-feira (25). Segundo o Corpo de Bombeiros, o rompimento ocorreu na altura do km 50 da Rodovia MG-040. Um helicÛptero dos bombeiros sobrevoava a regio em busca de vÌtimas. Cerca de 200 pessoas esto desaparecidas. Ambulncias, carros de Bombeiros e da Defesa Civil trabalham no local. Quase trÍs anos depois do rompimento da barragem de Fundo, da mineradora Samarco (Vale e BHP), em Mariana, Minas Gerais, em novembro de 2015, mais um desastre ameaÁa o Estado. 25/01/2019 - Foto: MOISÈS SILVA/O TEMPO/ESTADO CONTEDO. Crédito: MOISÈS SILVA

A Polícia Federal instaurou um inquérito para investigar as causas e os culpados do rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, informa Bruna Narcizo.

Segundo o delegado Luiz Augusto Pessoa Nogueira, responsável pelo caso, o objetivo é não perder tempo e promover as perícias e outras diligências que poderiam ser impossíveis de fazer posteriormente.

“Queremos apurar o mais rápido possível a fim de apontar os responsáveis, caso existam e a dimensão do dano ambiental”, diz ele.

A Gazeta integra o

Saiba mais
barragem brumadinho

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.