ASSINE

Mesmo após confirmação, Zé Trovão questiona veracidade de áudio de Bolsonaro

Segundo o líder do movimento, áudio divulgado na noite de quarta (08) pode ser antigo e, portanto, não é totalmente confiável; o ministro da Infraestrutura, confirmou a autenticidade da gravação

Publicado em 09/09/2021 às 15h42
Caminhões parados na BR 262, em Viana
O caminhoneiro sugere que o presidente apoie a classe trabalhadora, como retribuição ao suporte dado ao chefe do Executivo. Crédito: Fernando Madeira

Foragido, o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, divulgou um novo vídeo nas redes sociais na noite da quarta-feira (08), em que questiona a veracidade do áudio do presidente da República, Jair Bolsonaro, pedindo o fim dos bloqueios nas estradas pelo País. Zé Trovão publicou o vídeo mesmo depois de o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, já ter confirmado a autenticidade da gravação.

"Presidente, nós queremos que o senhor fale para o povo brasileiro isso, que o senhor faça um vídeo, fale a data, fale o dia, e que o senhor peça para nós caminhoneiros abrir, porque aí, sim, nós faremos vídeos para liberar as pistas", apela Zé Trovão em vídeo nas redes sociais. "Sem isso, eu não vou fazer."

Segundo ele, o áudio divulgado na noite de quarta pode ser antigo e, portanto, não é totalmente confiável. Na quarta, quando os bloqueios aumentaram nas rodovias, Bolsonaro gravou esse áudio para pedir que os manifestantes desobstruíssem as vias e, diante da desconfiança dos apoiadores sobre o pedido do presidente, Tarcísio divulgou um vídeo para confirmar o áudio do presidente. Na oportunidade, o próprio ministro reforçou o pedido de Bolsonaro.

O caminhoneiro sugere que o presidente apoie a classe trabalhadora, como retribuição ao suporte dado ao chefe do Executivo.

Na manhã desta quinta, conforme mostrou o Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o pedido feito pelo presidente para que seus apoiadores liberassem as estradas gerou mal-estar em parte de sua base aliada. Os grupos que agora criticam o presidente ajudaram na mobilização para os atos do 7 de setembro a favor de Bolsonaro.

"Sempre apoiamos o senhor, estou na rua, estou lutando junto com o povo brasileiro pelo seu governo, pelo senhor, pelo nosso país, pela nossa democracia", pontua o caminhoneiro. "Então, presidente, veja bem tudo o que não só, na minha vida, a gente precisa resolver isso".

Zé Trovão ainda cita que sua vida está "destruída" depois que começou a atuar mais ativamente no movimento a favor de Bolsonaro.

Na manhã desta quinta, Bolsonaro afirmou a apoiadores que irá conversar com os caminhoneiros para fazer um alinhamento entre as reivindicações. Bolsonaro também tem reunião com o ministro Tarcísio para tratar do assunto.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.