ASSINE

Com Covid-19, senador Major Olimpio tem piora e vai para UTI

Apesar do quadro, não houve necessidade de intubação; aliados e adversários políticos têm utilizado as redes sociais para desejar uma boa recuperação ao senador

Publicado em 05/03/2021 às 19h55
Atualizado em 05/03/2021 às 19h55
Major Olímpio
Major Olímpio apresentou agravamento do quadro nesta sexta-feira. Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil | Arquivo

Internado com Covid-19 desde terça-feira (2) no Hospital São Camilo, em São Paulo, o senador Major Olimpio (PSL-SP) deu entrada nesta sexta (5) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após o agravamento do quadro. De acordo com a assessoria do senador, não houve necessidade de intubação.

O hospital não foi autorizado a divulgar detalhes do estado de saúde do senador. Na quinta, Olimpio divulgou uma nota agradecendo as mensagens e orações por sua recuperação e informou que, de acordo com a equipe médica, seu quadro evoluía bem "apesar da gravidade". "Tenho fé que em breve estou de volta ao combate", escreveu.

Aliados e adversários políticos têm utilizado as redes sociais para desejar uma boa recuperação ao senador. "Estamos preocupados. É uma doença que não escolhe pessoas mais ou menos debilitadas, saudáveis, atletas... É uma doença que pode ter complicações em qualquer pessoa. Olimpio é um homem forte, que se cuida. Estou consternada", disse a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

"Podem discordar dele, mas tem espírito público e coragem", escreveu o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). "Tenho divergências no campo político. Desejo que fique bem logo e saia dessa", publicou a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ). Companheiro de Casa de Olimpio, Alvaro Dias (Podemos-PR) chamou o senador internado de "combativo e corajoso". "Desejo pronto restabelecimento. Saúde, amigo."

Major Olimpio é um dos três senadores que anunciaram o teste positivo para Covid-19 no início desta semana. Também estão infectados Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Lasier Martins (Podemos-RS). Os três participaram de uma reunião para discutir o andamento da CPI da Lava Toga na terça-feira (23).

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.