ASSINE
Autor(a) Convidado(a)

Abra a janela e deixe o sol e a vitamina D entrarem em casa na quarentena

Mesmo que não seja possível ficar exposto diretamente ao sol, aproveitar os raios solares que entram em casa já ajuda, desde que sejam seguidas certas orientações

Publicado em 17/04/2020 às 09h00
Atualizado em 17/04/2020 às 09h01
Sol entrando dentro de casa
Sol entrando dentro de casa. Crédito: Pixabay

Sem caminhada no calçadão, sem diversão na praia, sem brincadeiras no parque. O difícil, porém necessário, distanciamento social mudou a rotina das pessoas, que estão buscando formas de se readequar a esse cenário. E já temos um efeito perceptível disso nas farmácias: a falta de Vitamina D3. Impedidas de fazerem atividades físicas em que ficam diretamente expostas ao sol, responsável pela ativação dessa vitamina no organismo, as pessoas estão buscando suplementação.

A vitamina D é muito importante para a imunidade, pois estimula a produção de células de defesa no organismo. Impedir a deficiência dela no corpo é essencial. Mesmo que não seja possível ficar exposto diretamente ao sol, aproveitar os raios solares que entram em casa já ajuda, desde que sejam seguidas certas orientações.

A vitamina D3 é lipossolúvel. Logo, tomar banho antes ou imediatamente depois da exposição ao sol faz com que a gordura natural do corpo seja eliminada. E essa gordura é fundamental, pois, em contato com ela, os raios UVB atuam como catalisadores e ativam o processo que resulta na ativação do hormônio D3.

É por causa dessa “gordura natural”, ou mais especificamente pela escassez dela na pele, que idosos o absorvem cerca de quatro vezes menos. Em função disso, é recomendado que, na hora de comprar suplementação, eles optem pelo calcitriol, que já é o último estágio do processo de ativação da vitamina D3.

Os raios UVB representam 5% da radiação solar, são mais abundantes entre 10h e 16h e penetram na pele mais superficialmente. Podem provocar queimaduras, mas se houver exposição prolongada. É por isso que o tempo recomendado de exposição ao sol é de até 20 minutos por dia. E mais uma dica: devido ao curto comprimento de onda que possuem, os raios UVB não conseguem atravessar janelas de vidro. Logo, é preciso abri-las, para que eles tenham acesso à pele e atuem na ativação da vitamina D3.

Todas essas informações foram exaustivamente estudadas pelo doutor Michael Holick, membro da Associação Americana de Dermatologia e autoridade mundial em D3. Compartilhá-las também é uma forma de contribuir para a saúde e para o bem-estar coletivo.

O autor é administrador e empresário do ramo de tecnologia e inovação

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.