ASSINE

Pastor suspeito de abusar sexualmente de crianças é preso em Guarapari

Religioso alegava tratamento espiritual e praticava o crime dentro da própria casa, na Praia do Morro; detenção aconteceu nesta sexta-feira (19)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/02/2021 às 19h00
Na casa do pastor suspeito de abusar sexualmente de crianças em Guarapari foram apreendidos diversos materiais: celulares, agendas, computadores e pen-drives
Na casa do pastor suspeito de abusar sexualmente de crianças em Guarapari foram apreendidos diversos materiais: celulares, agendas, computadores e pen-drives. Crédito: Divulgação | Polícia Civil

Suspeito de abusar sexualmente de crianças e adolescentes, um pastor de 64 anos foi preso na manhã desta sexta-feira (19), em Guarapari. Segundo a polícia, ele alegava que as vítimas precisavam de tratamento espiritual e cometia os abusos dentro da própria casa, na Praia do Morro, aproveitando-se da posição de líder religioso.

De acordo com informações passadas pela Polícia Civil, as investigações tiveram início depois de uma denúncia feita em 2020 por uma parente, que teria sido estuprada há seis anos pelo pastor e que temeu por outros jovens ao saber do suposto procedimento. Os alvos mais recentes eram filhos de fiéis. Até o momento, duas vítimas já prestaram queixa.

Marcelo Santiago

Delegado à frente da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente e ao Idoso de Guarapari

"Ele alegava que crianças e adolescentes indisciplinados ou que demonstrassem traços de opção homossexual deveriam ser tratados por ele. Durante a estadia na casa do autor, as vítimas sofriam o abuso sexual"

Na residência do religioso, a equipe policial também apreendeu diversos objetos, incluindo um notebook, um computador, dois celulares, pen drives e agendas. Todos esses materiais ainda serão enviados à perícia da Polícia Civil e, portanto, o conteúdo deles é desconhecido, não sabendo se lícitos ou ilícitos.

No final da tarde desta sexta-feira (19), o pastor ainda prestava depoimento na Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente e ao Idoso (DPCAI) de Guarapari. "Ele responderá por estupro de vulnerável e será encaminhado ao presídio após as formalidades legais", explicou o delegado Marcelo Santiago.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Dpca Guarapari Polícia Civil Abuso sexual crianca Estupro de vulnerável religião Evangélicos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.