ASSINE

Mulher é detida após ameaçar vizinhos e policiais com faca em Cariacica

O caso ocorreu no bairro Campo Verde  na noite desta quarta-feira (18). A detida acusava o casal vizinho de ter matado o cachorro dela. A polícia foi acionada e precisou prender a mulher de 46 anos por conta das agressões, ameaças e ofensas

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/08/2021 às 11h05
4ª Delegacia Regional de Cariacica
Os envolvidos foram levados para a 4ª Delegacia Regional de Cariacica. Crédito: Reprodução | TV Gazeta

Uma mulher de 49 anos foi detida após ameaçar com uma faca um casal de vizinhos, no bairro Campo Verde, em Cariacica, na noite desta quarta-feira (18). Segundo o boletim registrado na 4ª Delegacia Regional da cidade, por volta das 22 horas, Luciana Maciel Sobrinho, tentou invadir o quintal da residência vizinha e passou a desferir ameaças ao casal que mora no local.

Um das vítimas da ameaça, um homem de 36 anos, acionou a polícia para que contivesse a vizinha alterada. Nesta altura, já gritando e aparentando sinais de embriaguez, Luciana acusava os vizinhos de terem matado o cachorro dela, fato negado por eles dois aos policiais que foram até lá.

Quando chegaram na residência onde ocorria a confusão, os policiais se depararam com a mulher visivelmente transtornada e com uma faca. Segundo os militares, ela a todo momento dizia querer desferir facadas nos dois vizinhos. Ao ser abordada, a acusada passou a também ofender os policiais com xingamentos e a todo momento tentava invadir a residência, desferindo chutes no portão da casa.

ALGEMADA

Quando os policiais conversavam com o vizinho, Luciana mais uma vez tentou agredir o homem e partiu para cima dele, sendo novamente contida pelos policiais. Ainda mais alterada, a mulher desferiu socos e empurrões, ao ponto de derrubar um dos militares. Além das agressões, ela chamou os policiais de "frouxos, bandidos, corruptos e vagabundos", além de dizer que havia gravado o nome deles.

Diante da situação, a mulher foi algemada pelos policiais. Nem com as mão imobilizada, a mulher parou de ameaçar os vizinhos. Consta na ocorrência que a mesma passou a se debater no chão e, diante da insistência em desacatar, foi dada voz de prisão à Luciana.

Mesmo com as mão imobilizadas, ela se recusou a entrar no compartimento de segurança da viatura, que apenas ocorreu depois que os policiais a colocaram. Na sequência, o casal, a agressora e os policiais foram para a delegacia.

MAIS CONFUSÃO

Ao chegar na delegacia, Luciana se recusou a sair do cofre do carro da PM. A mesma chutou os policiais que tentaram retirá-la e, na sequência, voltou a se debater no chão nas proximidades da viatura. À força e com a ajuda de outros militares, ela foi levada para dentro da delegacia .

LEVADA PARA VIANA

Em resposta à demanda feita pela reportagem, a Polícia Civil informou, em nota, que a mulher foi conduzida à Delegacia Regional de Cariacica, onde foi autuada pelos crimes calúnia, injúria, ameaça e desacato. Posteriormente, ela foi encaminhada ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.