ASSINE

Megaoperação da polícia no Complexo da Penha tem 31 presos no ES

Além das prisões, a polícia apreendeu armas, drogas e dinheiro

Publicado em 02/10/2019 às 19h24
Polícia realiza operação no Bairro da Penha, em Vitória. Crédito: Caíque Verli
Polícia realiza operação no Bairro da Penha, em Vitória. Crédito: Caíque Verli

A megaoperação das polícias Civil e Militar terminou com 31 pessoas detidas, entre elas dois adolescentes, na noite desta quarta-feira (02). A ação ocorreu nesta quarta-feira (02), no Bairro da Penha, em Vitória, com objetivo de capturar suspeitos de terem participação em ataques realizados nos municípios de Serra e Vitória.

Os mandados são referentes às investigações de ataques que ocorreram em fevereiro a uma empresa que fornece alimentos para os presídios, em Cariacica; a um coletivo, incendiado em Nova Almeida, em Serra; e ao veículo incendiado da reportagem de uma rede de televisão, em maio; Outro ataque foi em junho, um incêndio a residências no morro da Piedade.

Megaoperação no Complexo da Penha prende 31 bandidos

Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória. TV Gazeta
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória
Mega operação no Complexo da Penha em Vitória

APREENSÕES 

Ainda segundo a Polícia Civil, durante a operação que teve início às 5h, a polícia encontrou seis caixas de fogos de artifício, uma arma do modelo Taurus 9mm, uma espingarda de pressão chumbinho, uma pistola 6.35, uma pistola 9mm com numeração raspada modelo Canik, R$11.392 reais, uma máquina de contagem de dinheiro, quatro cadernetas de contabilidade que seria do tráfico de drogas, sacola contendo adesivos para personalizar os entorpecentes, 42 buchas de maconha (sendo 05 da ocorrência de Serra), 2 kg de maconha, cinco buchas de skank (maconha concentrada com efeito mais forte), 21 buchas de haxixe, 569 pedras de crack, uma porção de crack, 540 gramas de cocaína, 634 pinos de cocaína, centenas de pinos vazios para cocaína, três balanças de precisão, carregadores de pistola, munições, celulares, rádio comunicador e touca ninja.

De acordo com a polícia, a Operação Leviatã II tem o nome como referência ao filósofo político Thomas Hobbes, que relata que só existe um poder constituído, o Estado. E esse poder constituído deve se opor a qualquer outro que venha tentar se estabelecer.

ATAQUES 

Segundo a polícia, as equipes foram capturar suspeitos de fazerem ataques a uma empresa de alimentos, em Itacibá, Cariacica, que fornecia refeições para um presídio. O ataque aconteceu em fevereiro, na ocasião suspeitos chegaram jogar gasolina e atear fogo no local, mas as chamas foram controladas.

Outro ataque foi a um ônibus, em Nova Almeida, na Serra, além de um veículo de imprensa que também foi incendiado em maio. Outro ataque foi feito a residências no Morro da Piedade.

A Gazeta integra o

Saiba mais
bairro da penha complexo da penha polícia civil tráfico de drogas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.