ASSINE

Auxílio Brasil: pagamento da parcela de abril começa na quinta-feira

Escalonamento de datas é realizado por meio do último número do NIS e vai até o dia 29 de abril

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 13/04/2022 às 10h56
Aplicativo do Auxilio Brasil, Vitória, ES
Aplicativo do Auxilio Brasil, Vitória, ES. Crédito: Ricardo Medeiros

Começa nesta quinta-feira, 14, o pagamento da parcela do Auxílio Brasil de 2022 referente ao mês de abril. Como é feito usualmente, o escalonamento de datas será realizado por meio do último número do NIS (Número de Identificação Social), que vai de zero a nove.

Para a parcela de abril, os valores serão liberados até o dia 29 deste mês. Confira abaixo o calendário completo do Auxílio Brasil para abril.

  • Final do NIS 1: 14 de abril;  
  • Final do NIS 2: 18 de abril;  
  • Final do NIS 3: 19 de abril;  
  • Final do NIS 4: 20 de abril;  
  • Final do NIS 5: 22 de abril;
  • Final do NIS 6: 25 de abril;  
  • Final do NIS 7: 26 de abril;  
  • Final do NIS 8: 27 de abril;  
  • Final do NIS 9: 28 de abril;
  • Final do NIS 0: 29 de abril.

O Ministério da Cidadania destaca que, para conseguirem ser habilitadas no programa, as pessoas devem atender aos critérios de elegibilidade e ter os dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico) nos últimos 24 meses. Além disso, as informações no cadastro não podem ser divergentes de outras bases do governo federal.

Como receber o Auxílio Brasil?

O benefício pode ser pago por meio de Poupança Social Digital, no aplicativo Caixa Tem, criado inicialmente para o auxílio emergencial. O saque pode ser feito com o Cartão Social. Outra opção é a poupança Caixa Fácil, simplificada, com limite de saldo e movimentação mensal de R$ 3 mil.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

De acordo com a página oficial do Programa no Ministério da Cidadania, as pessoas que têm direito ao Auxílio Brasil são:

  • Situação de extrema pobreza, que possuem renda familiar mensal per capta de até R$ 105;
  • Situação de pobreza, que possuem renda familiar mensal per capta entre R$ 105 e R$ 210;  
  • Regra de emancipação: famílias que tiveram melhora na renda familiar, mas que a mesma não ultrapasse R$ 525. Neste caso, o benefício seguirá ativo por até 24 meses. Para isso acontecer, é necessário que haja na composição familiar crianças, jovens de até 21 anos ou gestantes.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.